11.4.05

O samba do chato

No Editorial «Eles vão andar por aí», o «PÚBLICO» refere (além do impagável hino do menino-guerreiro enjorcado por um brasileiro com grande sentido-de-humor) algumas canções, também brasileiras, em que a ameaça «Eu vou andar por aí» - sinistra, quando pronunciada por personagens como Santana Lopes e Alberto João Jardim - aparece explicitada.

Já agora, podia também ter referido o velho «Samba-do-Chato» - de que Carmona Rodrigues, certamente, se tem lembrado muitas vezes:

Eu estou em todas, eu estou em todas
Seja qual for o lugar
No teu enterro, nas tuas bodas
Nem qui sejá só prá chateá

--

(Publicado no «Diário Digital» e no «PÚBLICO» em 12 Abr 05)

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Curiosamente, o Nicolau Santos, no Expresso-Online escreveu um texto sobre os mesmos indivíduos e exactamente com o mesmo título «Eles vão andar por aí»:

http://online.expresso.clix.pt/opiniao/artigo.asp?id=24750546

11 de abril de 2005 às 21:50  

Publicar um comentário

<< Home