9.9.07

Travessa do Ar-Condicionado?
Antiga Rua dos Surradores
Vemos, em cima, uma curiosa fotografia (tirada daqui) de uma rua de Lisboa.
As outras são do centro de Faro. E, nestas, o que será mais de espantar: o aspecto da "coisa", ou a substituição sistemática dos antigos nomes das ruas (destas e de todas as que estão por perto) por outros muito mais interessantes? Já agora, não podiam, ao menos, dizer-nos quem são (e o que fizeram) as celebridades mencionadas?

Etiquetas:

7 Comments:

Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Um estudo que recentemente vi sobre sismicidade (e, recorde-se, o Algarve e Lisboa estão na linha da frente), alerta para o facto de que, em caso de forte sismo, muitas mortes virão a ser causadas pela queda de aparelhos de ar-condicionado na via pública.

9 de setembro de 2007 às 15:09  
Blogger R. da Cunha said...

Não sei que mais apreciar: se a Travessa do Ar Condicionado, se a tralha na frontaria do outro prédio. As câmaras não "vêem" essas coisas? Se sim, pactuam?
Era boa ideia que as individualidade (e não só) que dão nome às ruas e avenidas estivessem minimamente identificadas. A Câmara do Porto tem vindo a fazer isso, o que aplaudo.

9 de setembro de 2007 às 22:41  
Anonymous Anónimo said...

Há, nestes exemplos, uma evidência de falta de civismo, de cultura, de fiscalização...

Mas, acima de tudo, uma absoluta falta de amor pela cidade.

10 de setembro de 2007 às 10:22  
Blogger Eduardo Ramos said...

Em Alvor, essa mania de mudar o nome das ruas, acho afectos TODAS as ruas. Não quero faltar à verdade. Mas acho que foram TODAS as ruas antigas forma mudadas. Não sei porquê. Será que pretendem dar um ar de um "vila remodelada"?
A verdade é que agora quando voltarem a mudar o nome das ruas vão fazer novas placas com
Rua 3
( antiga Rua 2 da antiga Rua 1 )

... sinceramente!

10 de setembro de 2007 às 12:44  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Há alguns anos, tive de ir ao Cacém a uma casa que me disseram que tinha o n.º 10.

O pior é que todas as casas dessa rua tinham três números - e todos diferentes, evidentemente:

Bloco, Número e Lote

10 de setembro de 2007 às 12:53  
Blogger R. da Cunha said...

Esta não é inventada, pode ser confirmada:
o nº. da minha porta é o 72, antecedida pelo nº. 74 e seguida do nº. 74 (prédio diferentes o 72 e o 1º. 74). É no Porto, carago! (uso o termo a título excepcional, pois detetesto-o).
Já agora aí vai outra verdadeira, ocorrida recentemente: uma senhora dirige-se-me na rua, muito admirada, por não encontrar naquela rua o numero 51 (um serviço público, pois que do 50 passava ao 52.

10 de setembro de 2007 às 22:24  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Boas!

Mas há muita gente que não sabe que os números das casas, no Porto, são os metros desde o início da rua, arredondados para par ou ímpar (conforme os lados).

Em artérias longas (como a Av. da Boavista, p.ex.) dá muito jeito para se ter uma ideia de onde fica uma determinada casa e das distâncias entre elas.

10 de setembro de 2007 às 22:46  

Publicar um comentário

<< Home