29.8.08

Aqui se deixa uma 'deixa'...

Do Arquivo Humor Antigo - Ano de 1934

A CRÓNICA de Joaquim Letria «Vou dar em vegetariano...» remete-nos, invariavelmente, para as actuais campanhas de saúde à força - contra o tabaco, o sal, o açúcar, os ovos, as gorduras... e tudo o que, de uma forma ou de outra, pode tornar a vida mais fácil de suportar. Costuma até dizer-se que, a seguirmos esses conselhos, todos viremos a morrer de perfeita saúde.
*
Perguntar-se-á o que é que isso tem a ver com a anedota aqui afixada. Bem... trata-se de uma associação de ideias, que passo a explicar:
Da mesma forma que, de facto, ninguém morre de perfeita saúde (no atestado de óbito tem de constar um motivo qualquer), também para que se dê um descarrilamento de comboio (como no caso recente da Linha do Tua) há-de haver uma razão - que compete aos responsáveis apurar.
Assim, fez bem Mário Lino em não aceitar as bizarras conclusões do inquérito preliminar segundo as quais não houve quaisquer motivos para o desastre se dar!
*
Em tempo: uma ressalva ao que atrás disse: em certos casos, os médicos podem indicar que a morte se deu por velhice - a que dão o nome mais pomposo de senilidade... Não é uma boa deixa para a rapaziada da CP?

Etiquetas:

1 Comments:

Blogger Enigma said...

Outra ressalva - nas certidões de óbito já não se pode (ou deve) indicar senilidade como causa de morte.Mas acontece muitas vezes que se coloca causa desconhecida.

30 de agosto de 2008 às 16:45  

Publicar um comentário

<< Home