5.4.11

Os Velhos

Por Maria Filomena Mónica

O ESTADO está a contar-nos, cabeça a cabeça. A isto chama-se Censo, do latim censu, a lista dos nomes e a avaliação das propriedades dos cidadãos romanos. Estava hoje a preencher o questionário do INE quando notei que passara a integrar a categoria de «pessoa idosa», a designação oficial para quem tem mais de 65 anos. Dado o meu pendor melodramático, comecei logo a imaginar que me restavam poucos anos de vida. À força, fui capaz de interromper esta meditação fúnebre, para pensar naqueles que, dentro do meu grupo etário, estão em pior situação do que eu. Através de um caderninho onde anoto as coisas que me surpreendem, descobri que Portugal é hoje o sétimo país mais envelhecido do mundo. (...)

Texto integral [aqui]

Etiquetas:

2 Comments:

Blogger José Batista said...

Ó Maria Filomena Mónica:

Assaltam-me dúvidas acerca das estatísticas que refere. Nada me admiraria que o número de portugueses dementes, considerado em geral, ronde, ele mesmo, os 40%.
Que admito seja muito maior entre os professores do ensino básico e secundário...
E entre os governantes, deste e de anteriores governos, desde que me lembro.

Negregado país.

E também por isso digo: valeu a pena tombar Sócrates.
Mas, o que vem a seguir?

Ah, se os pudéssemos tombar a todos!

Não haverá por esse mundo todo alguém que tome conta (cá) do rectângulo?

Eu só lutaria (com todas as forças) contra quem me impedisse de falar português.

Quanto ao resto...

6 de abril de 2011 às 22:47  
Anonymous Anónimo said...

Ai Mena,como tás velha, rapariga!
Aproveita o sol que te resta e sê feliz, se puderes.
Deixa o Sócrates em paz, pois não será ele, mas sim o FMI a congelar ou, quiçá, reduzir a tua reforma de ex-funcionária pública jubilada. A tua e a dos teus vizinhos da Lapa. Tadinhos...

7 de abril de 2011 às 23:46  

Publicar um comentário

<< Home