2.4.11

A crise ao rubro: Ronaldo vira as costas

Por Antunes Ferreira

O PINGUE-PONGUE entre Belém e São Bento (e com a rua de São Caetano a bolar por fora) é mais um episódio lamentável neste Portugal em crise. A questão é saber quem tem competência para solicitar a famigerada ajuda externa. O PR diz que o Governo - cuja demissão aceitou e já foi publicada no Diário da República – pode pedi-la.
O Executivo e o grupo parlamentar socialista dizem que não. Obviamente o PSD diz que sim. E para cúmulo, Bruxelas também vai pela afirmativa. Estamos perante mais um tristíssimo episódio desta política desregrada e obnóxia que vigora. E vem-me à cabeça, uma outra vez, a sabedoria popular: em terra em que não há pão, todos ralham e nenhum tem razão. Porra! Decidam-se.
Ontem, num País de mentira, foi o dia das mentiras; extraordinário, é o mínimo que posso dizer. (...)

Texto integral [aqui]

Etiquetas:

1 Comments:

Blogger Bartolomeu said...

Pois, meu amigo Antunes, o buzilis é que neste país, não é somente o pão que falta. E a razão que ninguem tem, advem do facto de todos acharem que a têm em excesso, tão excessivamente o acham, que a esbanjam a rodos, retirando-lhe qualquer utilidade que pudesse ter, não fosse o caso de ser excedentária.
Mas isso, ainda vá. Agora, o caráças, é que aquilo que tantos falam, não é claro e transparente, e na maior parte das vezes, é irreal ou demagógico.
Faz-me lembrar quando éramos putos da primária e jogávamos ao jogo da mentira, ganhava aquele que conseguisse inventar a patranha maior.
Isto quer dizer, em minha opinião que os políticos da nossa praça, se mantêm, alguns, muitos, no tempo em que andaram de bibe e calções, mas... ainda não perceberam.

3 de abril de 2011 às 09:51  

Publicar um comentário

<< Home