25.4.06

Podia não dar

ACORDEI com o credo na boca. Será que hoje, dia daquelas sessões farfalhudas - toda a gente de cravo no bolso do paletó, para não deformar a botoeira - dá jeito aos senhores deputados ir ao Parlamento?!
Podia não dar. Os senhores deputados tanto têm que fazer - e incapazes como são de dizerem "não" a chamamentos de bancos, gasolineiras, fundações, multinacionais, empresas públicas e municipais e escritórios de advogados - que tem de se compreender que nem sempre possam ir ler o jornal para a Assembleia. Ou possam escutar, como hoje, três horas de discursos, levar com os Carmonas vivos mais o último Cabeça de Vaca, e ainda cumprimentarem comandantes e majores de quem já só têm uma vaga ideia. Receio que o Presidente da República possa ser presa fácil do populismo sem escrúpulo e chame a atenção, na cara dos senhores deputados, para as faltas que eles, coitados, são obrigados a dar.
Se os deputados fossem baldas, ou malformados, tinham ido com as mulheres comprar biquínis a Fortaleza, beber rum com os filhos na República Dominicana, ou estavam às compras em Andorra e mandavam os fraldiqueiros às malvas, como muita gente fez agora, até depois do feriado do 1º de Maio.
«25ª HORA» - «24 horas» de 25 Abr 06

Etiquetas:

1 Comments:

Blogger zecadanau said...

25 Abril de 2006

Um abração de solidariedade e fraternidade universal nesta data memorável.

Zeca da Nau

25 de abril de 2006 às 17:28  

Enviar um comentário

<< Home