28.5.06

Resposta à pergunta-de-algibeira do "post" anterior

DE FACTO, e como diz JC no «Comentário-1» do post anterior, a solução é uma espiral múltipla - teoricamente, não há limites para o seu "grau de multiplicidade", não precisa de ser dupla.
Nesta imagem, vê-se uma escadaria do Castelo de Chambord, projectada por Leonardo. Quem sobe, pode não se cruzar com quem desce.
As escadas-de-caracol usadas nas chaminés e nos depósitos de combustível também são, muitas vezes, duplas.

1 Comments:

Anonymous JC said...

Alguns predios altos tambem tem o seu centro com escadas em espiral dupla para casos de incendio. Por uma sobem os bombeiros, pela outra descem os moradores.
E' tambem comum ver-se a espiral em parques de estacionamento. Por exemplo, no Porto ha um parque de estacionamento em Goncalo Cristovao onde por uma rampa sobem e pela outra descem os automoveis.

29 de maio de 2006 às 03:26  

Enviar um comentário

<< Home