19.8.13

Pergunta de Algibeira

Há uma curiosa relação entre a triste anedota de cima e o filme referido em baixo. Qual é?

4 Comments:

Blogger AQUARIUS said...

No filme o castelo a bandeira foi asteada ao contrario para sinalizar a tomada da prisão pelos presos

19 de agosto de 2013 às 13:21  
Blogger Agostinho said...

Estando o castelo tomado quem o resgatará?
A vassalagem dos cavaleiros é mantida a cruzados de ouro. Ouro proveniente não do Benin como no tempo d'el rei Afonso, o Africano.
Hoje também há arrojo pelo destino. A descoberta formidável dum tesouro catalogado com a sigla alfanumérica F16 (uma mania da normalização), e artes de alquimia, de inspirado marinheiro que aguiar, sem sextante, sem gps, branco descobriu a fortuna que os há-de manter. Xiu, caluda! Ainda há mais para os próximos anos e rolhas que vão fundo...

19 de agosto de 2013 às 14:16  
Blogger Pedro said...

quanto a mim, a relação que existe entre "a anedota de cima" e o filme referido é uma relação de semelhança/proximidade/igualdade.

Isto porque:

- Quer na "anedota de cima" quer no filme referido...os "mandantes" se consideram acima de qualquer critica...e plenos de um convencimento monólitico.

Basicamente, tanto no filme, como na anedota...fazem figuras tristissimas ,convencidos que são grandes senhores, estadistas/mandantes que iráo ficar na historia.

Em ambos os casos ficarão na historia...mas apenas pelo ridiculo.

Parece-me que é isto, não é ?

19 de agosto de 2013 às 18:19  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

No caso do filme, os presos revoltam-se e decidem hastear a bandeira ao contrário (o que era o símbolo de "pedido de socorro").
No fim, e depois de muitas peripécias (com a vitória da revolta), o herói da história prepara-se para hastear a bandeira.
Nessa altura, o "mau da fita" (o comandante da prisão) abate-o a tiro - quando o outro, afinal, ia hastear a bandeira correctamente!
-
No caso da anedota portuguesa, o episódio da bandeira também coincidiu com o "pedido de ajuda".
Com o pormenor de toda aquela gente a ter deixado "de pernas para o ar", mesmo depois de verem o erro!

19 de agosto de 2013 às 20:35  

Publicar um comentário

<< Home