14.4.05

Impagável!

É notícia de primeira página do «DN» de hoje que Paulo de Macedo, o director-geral dos Impostos, foi alvo de uma execução fiscal movida pelas Finanças de Benavente, relativo a uma dívida de Contribuição Autárquica referente a 2001.

Ele confirma a dívida, admitindo que o pagamento só foi feito em Dezembro de 2004, cerca de meio ano depois de ter assumido as actuais funções:

«Confirmo que paguei atrasado uma das duas prestações de Contribuição Autárquica de uma casa».

E acrescentou: «Paguei quando fui lembrado para isso».

Ora, como muitas outras pessoas responsáveis também têm alegado «falta de lembradura» quando está em causa o pagamento dos seus impostos, achei que ficava melhor aqui, em vez da fotografia do referido senhor, uma imagem de D. João I, «o de boa memória».

--

Publicada no «DN» de 15 Abr 05 uma versão mais curta com o título «Falta de memória!»

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

O DN adianta também que Moita Macedo se insurgiu contra a «violação do segredo fiscal»!

Nada de novo, pois «culpar o mensageiro» sempre foi uma reacção normal...

E.R.R.

14 de abril de 2005 às 18:14  

Publicar um comentário

<< Home