1.6.06

Fala quem sabe - ou acha que...


À PRIMEIRA vista, num país em que quase não se lê, tudo o que for feito em prol da leitura - pouco ou muito - só poderá ser bem-vindo e aplaudido por todos.
Mas, pelos vistos, não é bem assim.
Sobre este assunto, já sabíamos a opinião (negativa, mas destilando vaidade por todos os poros) de V. P.Valente; agora, aqui temos a de Saramago.
Vale a pena lê-la em detalhe, pelo que aqui fica em «Comentário-1».

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

José Saramago questionou, na quarta-feira, se haverá alguma utilidade no facto de o Estado dar «estímulos» à leitura, numa referência ao Plano Nacional de Leitura, que será apresentado esta quinta-feira pelo Governo.

Num debate na Biblioteca Municipal de Oeiras, o Nobel da Literatura, que vê a sua integração na comissão de honra deste plano como uma «fatalidade, como as bexigas», afirmou que os «voluntarismos» não valem a pena numa área que «sempre foi e será coisa da minoria».

«Não vale a pena o voluntarismo, é inútil, ler sempre foi e sempre será coisa de uma minoria. Não vamos exigir a todo o mundo a paixão pela leitura», afirmou Saramago, que diz mesmo que o «estímulo à leitura é uma coisa estranha».

O escritor, que entende que «há dinheiro para gastar» para pôr em marcha este plano, que não sabe o «que vai ser», recordou mesmo que «ninguém precisa de estímulos para se entusiasmar com o futebol», que tem por trás uma «operação de propaganda fabulosa».

Para Saramago, actualmente confunde-se a «instrução», ligada ao conhecimento, e «educação», ligada aos valores, sendo os professores, que frequentemente são «agredidos, humilhados e desprezados» os «heróis do nosso tempo».

O Nobel da Literatura ressalvou ainda que há «professores incompetentes», que trabalham «sem vocação» e que hábitos como «ler em voz alta» nas aulas deveriam ser encorajados.

Para além de José Saramago, Luís Figo, Belmiro de Azevedo, Eduardo Lourenço e D. José Policarpo também fazem parte da Comissão de Honra deste plano nacional.

---
http://tsf.sapo.pt/online/ocios/interior.asp?id_artigo=TSF171220

1 de junho de 2006 às 11:06  

Publicar um comentário

<< Home