25.10.06

Duarte Lima é que tem razão...

ESTE estudo do «Público», publicado hoje e disponível na Internet, é muito interessante pois, analisando com cuidado o documento oficial disponível na Internet, chega-se a uma conclusão curiosa:
À luz dos critérios que o Governo apregoa, as três SCUT que vão ser abolidas deviam manter-se, e as da Beira Interior e da Via do Infante (que se vão manter) deviam ser abolidas.
Ontem, na SIC-N, num frente-a-frente com Otávio Teixeira, Duarte Lima disse uma coisa certíssima (a propósito destes estranhos critérios):
- O único critério é o défice...

3 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Vale a pena ler, também:

http://jn.sapo.pt/2006/10/25/primeiro_plano/portagens_afectam_mais_35_milhoes_pe.html

O caso da Via do Infante tem imensa piada, pois os valores que serviram para o estudo não foram obtidos por medição no local.
A consultora que foi MESMO verificar os tempos de percurso chegou a valores opostos - mas esses foram deixados de lado!

25 de outubro de 2006 às 18:15  
Anonymous Anónimo said...

Melhor:

As regiões que vão passar a pagar (com o pretexto de que estão mais ricas) estão, de facto, mais empobrecidas.

Todo este processo é de uma enorme desonestidade intelectual.

Ed

25 de outubro de 2006 às 18:19  
Anonymous Anónimo said...

Lê-se no «JN»:

«O Governo admite isentar de pagamento sublanços de SCUT onde não haja alternativas viáveis e desvaloriza as questões económicas concelhias».

1º-Então estava tudo tão bem estudado (e o Governo tão determinado!) e agora já admite recuar?!

2º - E que história é essa de "desvalorizar as questões económicas concelhias", quando esse é, precisamente, um dos critérios (se calhar, o principal) para haver pagamento ou não?!

26 de outubro de 2006 às 17:44  

Publicar um comentário

<< Home