30.12.06

Os nossos talibãnzinhos

Na sequência de sucessivos vandalismos, a famosa estátua Eça e a Verdade (da autoria de Teixeira Lopes) teve de ser substituída, no Largo Barão Quintela, por uma cópia em bronze.

O original (com que me deparei, ontem, num recanto envergonhado do Museu da Cidade, ao Campo Grande) está assim:



Lembram-se dos talibans que não descansaram enquanto não destruíram as estátuas de Buda?
Pelos vistos, nós também temos por cá imbecis desses - embora à nossa escala pequenina, é claro...

3 Comments:

Anonymous Odete Pinto said...

Nem o Grande Eça escapa a estes vândalos, ou talibans, como lhes chama.
Nem devem saber o que representa a estátua nem quem é o Eça e ainda menos saberão da sua célebre frase:
"Por sob o manto diáfano da fantasia, a nudez crua da Verdade".

Mas, coitadinhos, estão a "criar" arte urbana, dizem outros energúmenos.

30 de dezembro de 2006 às 21:44  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

NOTA: No título, o til está a mais.
No entanto, como já há "links" feitos para aqui, não pode ser corrigido, sob pena de esses links deixarem de funcionar.

31 de dezembro de 2006 às 11:20  
Blogger Bernardo Moura said...

Puro vandalismo.

31 de dezembro de 2006 às 12:06  

Enviar um comentário

<< Home