24.1.09

Obama e o Freeport

Por Antunes Ferreira
BARAK HUSSEIN OBAMA foi criticado pelo Hamas. Pelo que disse e fez no que concerne ao Médio Oriente. Recordo que mal se sentara na Casa Branca, o novo Presidente teve de repetir o juramento porque se enganara, ligeiramente embora, no que fizera aquando da investidura. O seu antagonista na corrida eleitoral, John McCain (regressado ao Senado) entrou também logo a matar - «é muito fácil dizer que vai fechar Guantanamo. O difícil é fazê-lo». Falava numa entrevista, tendo-se apressado a dizer que estava na disposição de ajudar Obama. Com amigos ou ajudantes destes…
De Washington, um despacho da AFP de ontem dizia que «(…) ele declarou o fim da guerra contra o terrorismo do antecessor e começou a sanear a reputação dos Estados Unidos no exterior, ao ordenar o fecho da prisão de Guantanamo». Foi o grande destaque da imprensa americana».
(...)
Texto integral [aqui]
NOTA: o texto foi actualizado às 16h50m - ver link indicado.

Etiquetas:

6 Comments:

Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Sobre o caso Freeport, a informação mais completa que se encontra na imprensa de hoje parece estar [aqui].

24 de janeiro de 2009 às 11:30  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

... já no que toca a blogues, a mais detalhada que até ao momento encontrei está em:
http://doportugalprofundo.blogspot.com/

24 de janeiro de 2009 às 11:53  
Blogger Mg said...

Deposito muita mais fé e esperança em alguém que se engana ligeiramente no juramento que presta, mas que parece querer trazer uma lufada de ar fresco a este planeta azul, do que noutros que, embora debitando as palavras de forma correcta e ordenada, se revelam tremendos erros de casting.

Vejamos, pois, o que Obama (e os que o rodeiam) são capazes de fazer.


Como nota adicional, e uma vez que a minha memória está fraca no que a esta matéria diz respeito, penso que George Bush não se terá enganado, também ele, aquando do juramento. No entanto, e vindo de quem vem, nao coloco o meu pescoço na guilhotina na defesa dos meus neurónios...

25 de janeiro de 2009 às 15:54  
Blogger Henrique ANTUNES FERREIRA said...

Caríssimo patrão Medina

Amigo: no final deste famigerado caso Freeport - quando, não sei - conversamos, tá?

E se eu estiver errado, farei como sempre faço: darei a mão à palmatória.

Abs

25 de janeiro de 2009 às 21:27  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Julgo que tanto a si como a mim o que mais interessa é saber a verdade.

25 de janeiro de 2009 às 21:31  
Blogger Henrique ANTUNES FERREIRA said...

Caríssimo MG

Para mim o maior político do século XX é um Senhor chamado Nelson Mandela. Um exemplo da Esperaça, felizmente concretizada. A mensagem que ele mandou a Obama é, pois, no meu modesto entender, o renovar dessa mesma Esperança - no novo Presidente dos EUA. Com erro no juramento - ou sem.

Quanto ao desgraçado antecessor, que até conheci pessoalmente, junto do daddy, bastante tempo antes de ele aterrar de cabeça na Casa Branca- nem falar. Aterrou de cabeça - e é tudo.

Olaxá todos os que Obama vai cometer - porque assim vai acontecer - sejam como este. Ou, até, uns centimetrozitos maiores. O Mundo espera isso dele; eu faço parte do Mundo, até ver.

Por conseguinte, um muito obrigado pelo comentário. Que, como se vê, subscrevo, mesmo sem autorisação do autor...

Um abração

25 de janeiro de 2009 às 21:58  

Enviar um comentário

<< Home