31.3.09

Uma agulha no palheiro

Por Nuno Crato
A REVISTA “NATURE” desta semana revela uma história de sucesso: a procura e recolha de fragmentos de um meteoro caído há poucos meses no deserto do Sudão. Falámos já aqui, em 11 de Outubro passado, sobre a descoberta e queda desse meteoro, que recebeu o nome pouco atraente de 2008TC3.
A história é excepcional desde a primeira hora. Dia 6 de Outubro, às 6h 39min (TUC), um telescópio no Arizona detectou um ponto muito ténue movendo-se contra o fundo estelar. A detecção de um corpo tão pequeno e que reflectia tão pouca luz equivaleu, como depois explicaram os astrónomos, à descoberta de um homem vestido de negro, viajando pelo espaço para lá da Lua.
Verificou-se que o objecto iria atingir a Terra dentro de 20 horas. O alarme foi lançado e, 16 horas depois, às 22h 28min, nas Canárias, consegui-se medir melhor a sua luminosidade e estimar o seu tamanho. Não havia motivos para alarme; tratava-se de um pedregulho que certamente se iria desfazer em contacto com a atmosfera. (...)
Texto integral [aqui]

Etiquetas:

1 Comments:

Blogger Luis Melo said...

Sócrates entra definitivamente na disputa da Superliga Incompetente-mor

31 de março de 2009 às 09:37  

Publicar um comentário

<< Home