30.3.09

Dito & Feito

Por José António Lima
QUEM VIVE no pequeno mundo da comunicação social portuguesa pode dizer que não houve, ao longo dos últimos 30 anos de vida democrática, Governo como este de José Sócrates que dispensasse tantas energias a tentar condicionar jornalistas, directores e patrões dos media, que demonstrasse tão grande intolerância e irritação face a notícias incómodas e opiniões críticas. E que fizesse tudo isso de forma tão desabrida. Quer em público, pela voz dos principais responsáveis do Governo e do PS, falando de «campanhas negras» a propósito de investigações jornalísticas e judiciais ou apontando a dedo órgãos de comunicação não alinhados com o poder socialista, como a TVI ou o Público. Quer em privado, através de pressões intimidatórias e do condicionamento de empresas e instituições. (...) Só o impagável Executivo de Santana Lopes, com os seus Ruis Gomes da Silva e outras excentricidades, se aproximou do furor controleiro deste Governo. (...)
Texto integral [aqui]

Etiquetas: ,

2 Comments:

Blogger Manuel Brás said...

Cúmplices conscientes
desta representação indecorosa,
de políticos despicientes
a nossa democracia é generosa.

O descontentamento é geral
por um espectáculo delirado,
esta política visceral
deixará o país irado!

O mexilhão insatisfeito
neste jardim ensolarado,
sente o seu dinheiro desfeito
por um “socialismo” desvairado!

30 de março de 2009 às 21:54  
Anonymous Anónimo said...

Gostei muito do seu artigo. Contudo, penso que, infelizmente, grande parte da comunicação social se vende.
Os tempos mudarão. "O POVO" está farto.

Cumprimentos

30 de março de 2009 às 22:19  

Publicar um comentário

<< Home