18.4.09

Cantigas, leva-as o vento

Por Antunes Ferreira
PARA COMEMORAR os seus 30 anos de carreira, os Xutos & Pontapés editaram um novo disco. Tim e os seus acompanhantes tornaram-se uma referência da música portuguesa e o seu estilo continua a defender bravamente o rock da pesada. Isto não teria nada de especial, seria mais uma notícia a juntar às milhentas que o grupo tem coleccionado.
Porém, do álbum consta uma canção intitulada Sem eira nem beira, expressão que, é bem sabido, rotula normalmente situações muito desagradáveis em especial no que diz respeito ao desgoverno em que muita gente vive. Não ter eira nem beira é motivo para a piedade, mas também para a reprovação de quem não… sabe por onde vai e, pior, para onde vai. (...)
Texto integral [aqui]
NOTA (CMR): um vídeo-clip pode ser visto [aqui]

Etiquetas:

3 Comments:

Blogger Manuel Brás said...

Sem eira
neste campo rosado,
nem beira
num país desfasado!

Este grito musical,
de sentido protesto,
arrasa a arrogância fecal
de um desgoverno manifesto!

O mexilhão apreciador
da boa música nacional,
dos Xutos é admirador
e desta lírica sensacional!

18 de abril de 2009 às 12:06  
Blogger Julião Tendinha said...

Gostava mesmo de saber qual é a intenção dos Xutos e Pontapés: criticar o estado das coisas? Criticar as medidas contra a crise? Criticar a Corrupção generalizada? Criticar a inqualificável Justiça Portuguesa? Criticar a péssima (Des)Educação?

Ou dar porrada no Sócrates para que ele não consiga nova maioria? O Tim e os outros membros do grupo é que devem explicar.

18 de abril de 2009 às 17:21  
Blogger Calatrava said...

Na única coisa em que concordo com o Antunes Ferreira é «Somos, real e infelizmente, assim: passivos e resignados».

De facto, somos tão parvos que nem conseguimos ver que este engenheiro é um legítmo herdeiro do Botas, e que se no passado havia cronistas que lavavam mais branco que o OMO, agora também os há só que estes intitulam-se democratas, logo, ninguém lhe dá lições, não é AM?

18 de abril de 2009 às 18:00  

Enviar um comentário

<< Home