27.6.09

Passatempo-relâmpago


AS ELEIÇÕES autárquicas não se efectuarão na mesma data das legislativas; ora, como o voto electrónico é coisa que não anda nem desanda, inúmeras pessoas vão ter de se deslocar centenas de quilómetros para votar - não apenas uma, mas duas vezes, e no espaço de poucos dias.

A pergunta com prémio (um livro policial, para o primeiro leitor que der a resposta certa) é a seguinte:

Qual terá sido a associação de ideias que me levou, no seguimento dessa decisão, a afixar aqui o filme do macaco Gervásio?

Actualização: a resposta certa foi dada no comentário das 19h53m.

5 Comments:

Blogger Joana Luz said...

Tal como o Gervásio, lá vamos nós ter de repetir a mesma tarefa (votar) para ver se colocamos os políticos no sítio certo.... mas não é tarefa fácil porque a nossa classe política está a precisar de ser toda reciclada! O pior é que nós ainda não conseguimos separar devidamente os políticos para serem reciclados! É esta a minha leitura.

27 de junho de 2009 às 19:29  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Não. Pode tentar novamente.

"Dica": qual foi o argumento que os partidos (à excepção do PSD) usaram para exigir que as eleições fossem em dias diferentes?

27 de junho de 2009 às 19:32  
Blogger Joana Luz said...

Os partidos políticos defenderam a existência de duas datas para as eleições autárquicas e legislativas de modo a evitar que os eleitores fizessem confusão entre as duas eleições. Mas os eleitores, tal como o Gervásio, se devidamente elucidados poderiam facilmente separar os concorrentes de uma eleição da outra. è tudo uma questão de passar boa informação aos cidadãos.

27 de junho de 2009 às 19:53  
Blogger Joana Luz said...

Voltando ao meu primeiro comentário: lá que os políticos precisam todos de serem reciclados, lá isso precisam. Tal como diz o anúncio, temos de lhes dar uma vida nova.... transformá-los noutra "coisa" qualquer, pois como políticos chegaram ao fim!

Errata do post anterior: na última frase leia-se sff "É tudo uma questão....". Comecei com minúscula e o acento está mal

27 de junho de 2009 às 19:58  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

A resposta pretendida foi dada por Joana Luz às 19h33m.

--

Lembram-se do João Amaral?
Era do PCP, e foi presidente da Assembleia Municipal de Lisboa num ano em que a direita ganhou a CML.

Ou seja: os eleitores que, nas autárquicas, têm de assinalar vários boletins, souberam distiguir uma coisa da outra.

Agora, essa gente acha que não seríamos capazes de destrinçar o voto entre autárquicas e legislativas - considerando-nos abaixo do macaco Gervásio.

O preço disso, é termos de aturar essa gente em campanha por mais um par de semanas do que o necessário!

Só me ocorre um termo: CHIÇA!!

27 de junho de 2009 às 20:58  

Enviar um comentário

<< Home