27.4.10

Visitas

Por João Paulo Guerra

ESTA FOI a quinta vez que o chefe de Estado visitou o 25 de Abril e ali depositou um discurso. Antes desta, o chefe de Estado tinha visitado o 25 de Abril quatro vezes.
Na primeira, em 2006, o chefe de Estado preocupou-se com a exclusão e apelou à inclusão social.
Na segunda, em 2007, preocupou-se com a qualidade da democracia.
Na terceira, em 2008, preocupou-se com a venda de ilusões na política e com a ignorância dos jovens.
Na quarta, em 2009, preocupou-se com o alheamento dos jovens relativamente à vida cívica e política do país.
Na quinta, em 2010, preocupou-se com os casos de riqueza imerecida. (...)
Texto integral [aqui]

Etiquetas: ,

13 Comments:

Blogger GMaciel said...

E de preocupação em preocupação, vai esquecendo a herança que nos trouxe até aqui. Ele e os eleitores.

:|

E isso é outro motivo para eu me preocupar!

:(

27 de abril de 2010 às 17:25  
Blogger R. da Cunha said...

E no próximo ano dirá que "esta é primeira vez que aqui me encontro depois da última vez em que aqui estive"?

27 de abril de 2010 às 18:17  
Blogger Catarina said...

Eu acho o PR uma boa pessoa! Mas...falta-lhe “garra”, determinação, carisma. Não parece ser uma pessoa-pilar em que nos podemos apoiar, depender...

28 de abril de 2010 às 00:36  
Blogger Bartolomeu said...

A Catarina toca num aspecto interessante: «Eu acho o PR uma boa pessoa!»
E a Constituição Portuguesa, Catarina?
Diz-se habitualmente que "mudam as moscas, mas a merda continua a mesma".
Assim, com a Constituição que temos, os governos que temos e a sociedade que temos... a merda será sempre a mesma, mudem as moscas que mudarem.
Então, resta uma solução... dado que ninguem se chega à frente e encomende uma revolução que modifique a sociedade e (ou) a constituição, é necessário que se altere o governo, que se regionalize, que se autarquize, qualquer coisa, menos esta parvoice que se instalou no país e que desresponsabiliza aquele exército de altas individualidades que se acusam a cada minuto, que formam comissões de ética e de inquérito, incapazes de limpar de uma vez a merda, servindo únicamente para chamar mais moscas.

28 de abril de 2010 às 08:17  
Blogger bravomike said...

«depois da quinta teremos, para o ano que vem, a sexta visita do chefe de Estado»
Mais um esforço, mais umas saídas e tiradas e teremos a Almirante Tomás no circo de S. Bento.
Solução: Golpe de Estado.
Mesmo sem militares.
O PR que o faça.
Continuo a lembrar-me de Charles de Gaulle (um gigante)
JoséMonti

28 de abril de 2010 às 10:34  
Blogger Catarina said...

Círculo vicioso esse, caro Bartolomeu!

28 de abril de 2010 às 12:39  
Blogger Bartolomeu said...

Qual deles Catarina?
O das moscas... ou o outro?

28 de abril de 2010 às 14:42  
Blogger Catarina said...

Talvez ambos! Talvez todos!
Isso precisa mesmo de uma limpeza a séria e com desinfectante bem forte!

28 de abril de 2010 às 14:47  
Blogger GMaciel said...

Catarina, isto já lá não vai com desinfectante, tem que ser com ácido sulfúrico mesmo!

28 de abril de 2010 às 15:22  
Blogger Catarina said...

Caramba, GMaciel, é mesmo a matar! Ahahahah!

28 de abril de 2010 às 23:32  
Blogger GMaciel said...

:)

Catarina, duas meias medidas não fazem uma, embora matematicamente assim sejá.

:)

29 de abril de 2010 às 13:57  
Blogger GMaciel said...

Parece que me estão a nascer coisas estranhas nas palavras, no caso do comentário anterior é um acento no "a" de seja.

:(

Tenho de levar o teclado à revisão.

29 de abril de 2010 às 15:42  
Blogger Catarina said...

As teclas pregam-nos com cada partida!!!
Nem reparei!

29 de abril de 2010 às 17:03  

Enviar um comentário

<< Home