8.5.05

Curiosidade (ou "Adivinha")

A propósito do artigo «Literatura para comer», publicado no «Expresso online», aqui fica uma "adivinha" curiosa:

http://online.expresso.clix.pt/1pagina/artigo.asp?id=24750985


Imagine-se uma obra em 3 volumes semelhantes:

Vol. I: páginas 1 a 100

Vol. II: páginas 101 a 200

Vol. III: páginas 201 a 300.

Os três estão lado-a-lado, numa estante (arrumados como normalmente), e há um verme que, nascendo na página 1, fura até à página 200.

Pergunta-se: ao fazê-lo, quantas folhas atravessa?

As respostas dos leitores poderão ser dadas em "Comments". A solução será afixada, neste blogue.

--

A resposta já está afixada (ver post do dia 9)

14 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Fura 100 páginas (50 folhas) + 2 capas?
Certo?

E.R.R.

8 de maio de 2005 às 17:37  
Anonymous Anónimo said...

Penso que fura 50 folhas do 1º Volume + 50 Folhas do 2º Volume ! Ou seja, 100 folhas, excluindo as capas
Se calhar, estou errada !? Não ?
Diana F.

8 de maio de 2005 às 18:23  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

As duas últimas respostas são, no essencial, iguais.

De qualquer forma, a resposta certa será afixada neste blogue na terça-feira e, pelo que vejo, vai ser uma surpresa...

8 de maio de 2005 às 19:17  
Blogger Pólux said...

Problema interessantíssimo!

Estranhando a expressão "volumes arrumados normalmente" utilizada pelo nosso S. Holmes, e antes que ele me dissesse "elementar, meu caro Watson!", dispus os 3 volumes à minha frente, sobre a secretária, como se fora na estante.

Assim, como os volumes são arrumados normalmente (da esquerda para a direita, portanto) tal significa que o verme, ao nascer na 1ª págª, não consumiu nenhuma folha do 1º volume (a págª 100 é a 1ª a contar da esquerda, mas não é a págª nº 1 do livro). À sua frente tem precisamente, pela mesma ordem de ideias, a página 200 do 2º volume. Como atravessou até à página 200 e não até à 199 – não esquecer que uma folha é constituída por uma página ímpar e uma par – isso significa que o dito verme é inócuo e não furou nenhuma folha. Ou então, terá quando muito penetrado na pág. 200, ou folha 199/200, perfurando somente 1 folha.
Salvo melhor opinião, claro. Ou antes, melhor solução (sorriso).

Abraço,

Pedro Couto

8 de maio de 2005 às 20:16  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Caríssimo,

Pode escrever-me, dando-me o seu endereço, por forma a que eu possa dizer (só a si) a resposta?

Um abraço
do
CMR

medina.ribeiro@netcabo.pt

8 de maio de 2005 às 20:39  
Anonymous Anónimo said...

eu sou um verme, hoje ainda nem almocei, quanto mais atravessar 199 páginas...

8 de maio de 2005 às 20:49  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Amigo,

Obrigado pela resposta, mas a pergunta refere-se a FOLHAS e não a PÁGINAS.

Um abraço
do
CMR

8 de maio de 2005 às 21:02  
Anonymous Anónimo said...

Não deve ser preciso esperar até terça-feira.
Parece-me evidente que o Pedro Couto deu a resposta certa.

Duarte

8 de maio de 2005 às 21:49  
Blogger Pólux said...

Carro Medina Ribeiro,

Seguiu email (é o mesmo do Polux).
Aguardo, então.
Grato,
PC

8 de maio de 2005 às 22:22  
Blogger Eu said...

Aqui vai:
Nasce na 1ªpágina e `fura até à página 200, atravessa 100 folhas, uma contra-capa e uma capa...

8 de maio de 2005 às 23:31  
Anonymous Anónimo said...

Só fura a capa do Vol I e a contracapa do Vol II. Nenhuma página é danificada.

9 de maio de 2005 às 00:17  
Anonymous Anónimo said...

Acabei de ver a adivinha.Resposta: 2 capas + 1 contracapa + 200 páginas..PS - Não quereria pôr a questão assim: "quantas capas e folhas furou desde a primeira até à última capa?"
--
(Resposta dada por "Anonymous" no Expresso-online)

9 de maio de 2005 às 09:11  
Anonymous Anónimo said...

Resposta: 1 capa e 1 contracapa

--
(Resposta dada por "zxcv" no Expresso-online)

9 de maio de 2005 às 09:13  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

A resposta certa é "ZERO folhas", como se pode ver pelo desenho que afixei pouco depois das 10h de hoje.

Parabéns a quem deu essa resposta pois, em geral, quase ninguém acerta.

9 de maio de 2005 às 11:11  

Publicar um comentário

<< Home