26.10.06

Piolhosos

MUITAS escolas portuguesas são uma grande javardice. Nem professores nem alunos fazem um esforçozinho que se veja para favorecer o asseio e criarem um melhor ambiente. A menos que a ministra, o primeiro ministro ou o Presidente da República lá vão para aparecerem na TV.

Os miúdos fazem ginástica com a roupa que trazem no corpo, não há balneários, muitos professores não ajudam, os pais não querem saber e muitos alunos são piolhosos.

Este privilégio não é exclusivo da educação dos filhos da raça calé nem dos homens de amanhã da negritude europeia. A maior parte dos piolhosos têm mamãs e papás que lhes chamam filhotes, como os locutores brasileiros dos documentários do National Geographic.

Há meia dúzia de anos, fez sucesso uma vaga de piolhos que falava alemão. Houve até encarregados de educação que juravam que aqueles piolhos tinham vindo da antiga RDA.

"Só pode!” gritavam eles, ciosos do capitalismo e das virtudes da educação estrangeira e privada. Sabe-se lá se os papás não apanharam os bichinhos numa discoteca da moda, de duvidoso direito de admissão. Num concerto dos Rammstein não foi, com certeza.
«25ª HORA» - «24 horas» de 26 Out 06

Etiquetas:

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Diz J.Letria que não é provável apanhar piolhos "num concerto dos Rammstein".
Veja-se o site deles:

http://www.rammstein.com/

Têm ou não pinta de piolhosos?

26 de outubro de 2006 às 10:14  

Publicar um comentário

<< Home