20.7.07

O GOSTO LUSO PELAS NOVIDADES

Por Ferreira Fernandes
OS PORTUGUESES são doidos por novidades, vejam as esplanadas. Alves Redol escreveu sobre elas: "Foi, então, aí por 1939, que do outro lado da praça [o Rossio] e a pedido dos estrangeiros se puseram mesas nos passeios (...) o gerente acedeu, contrafeito (...) e as estrangeiras sentaram-se a ler e a conversar."
Outro escritor, Alexandre Babo, sobre o mesmo: "À Suíça, no Rossio, já chamavam Bompernasse."
Ainda ontem, pois, em 1939, chegou a novidade. Ao princípio, os nossos comerciantes foram um bocadinho reticentes. Mas logo se atiraram à modernização como os finlandeses fizeram com o nokia. Em dois tempos, as esplanadas saltaram do Rossio para a Rua dos Correeiros.
E, ontem (meros 70 anos depois), a Polícia Municipal apreendeu, só naquela rua, "153 cadeiras, 75 mesas e 11 chapéus-de-sol" de 23 esplanadas sem autorização.
São assim os portugueses: em vendo coisa nova, investem. No dia em que aparecer a novidade de pagar contribuições, vai ser um fósforo.
«DN» de 20 de Julho de 2007- [PH]

Etiquetas:

1 Comments:

Anonymous Veliberalino said...

Nesse dia eu piro-me.

20 de julho de 2007 às 21:46  

Enviar um comentário

<< Home