24.11.07

Sentimento de culpa com rabo de fora

Por Ferreira Fernandes
HÁ TRÊS ANOS, Frank Warren imprimiu três mil postais que distribuiu a desconhecidos. Pedia-lhes: "Escreva um segredo seu, não assine e mande-mo de volta." Foi um sucesso. As confissões aparecem no blogue PostSecret, que se tornou um dos mais vistos da América, com três milhões de visitas por mês.
Frank Warren exportou o sucesso e já tem, desde Outubro, um PostSecret em francês. Segredos curtos, segredos pequenos. Tipo: "Roubo fotos dos clientes do laboratório de fotografia onde trabalho," Ou: "Quando era miúdo dei um bocado de galinha frita a comer a uma galinha. Ainda hoje me sinto culpado..." Warren roubou a ideia à Igreja Católica: a confissão lava a culpa. Freud também já o tinha topado e inventou com isso a psicanálise.
Expia-se falando. Também eu abri um consultório de segredos. Já recebi o primeiro. De um juiz: "Tirei uma menina a quem ela ama." As confissões só servem se há sentimento de culpa. É o caso: "Tirei-a, mas só depois do Natal."
«DN» de 24 de Novembro de 2007-c.a.a.

Etiquetas:

2 Comments:

Anonymous zedeportugal said...

É uma coisa horrível, de facto. Estive a ler esta notícia:

http://jn.sapo.pt/2007/11/22/primeiro_plano/pedopsiquiatria_ameaca_abandonar_cas.html

Coitadinha da criança. Aliás, coitadinhas das crianças que precisam de justiça neste país - como é comentado aqui:

http://umjardimnodeserto.nireblog.com/post/2007/11/25/eles-querem-la-saber-da-justiaa-1

25 de novembro de 2007 às 19:05  
Blogger Zé Dias da Silva said...

Coitadinhos dos que escrevem e comentam sem saber do que falam.
O Pai não vale nada, não é nada?
A que raptou a bébé em Penafiel pode ficar com ela por que se criou afecto entre as duas?
Não sejam tolos e pensem melhor.

26 de novembro de 2007 às 19:36  

Enviar um comentário

<< Home