16.9.08

NO MEIO DE TANTAS, há sempre uma velha anedota que pode ser usada para comentar qualquer coisa. Esta, do arquivo Humor Antigo, ano de 1928, vem a propósito do post anterior, pois documenta a fé no poder protector das ferraduras (ou antes pelo contrário, se elas ainda tiverem um ou dois cravos agarrados...)
*
Actualização: quem concebeu esta anedota partiu do princípio que o supersticioso é o calceteiro rural, por oposição ao citadino, a quem, a priori, atribui um espírito mais racional. Quanto a isso, só posso dizer que conheço pessoas altamente cultas (e licenciadas) que padecem das mais espantosas superstições. Se falarmos com elas sobre o assunto, reconhecem a irracionalidade do seu comportamento, mas - dizem - é mais forte do que elas.

3 Comments:

Blogger R. da Cunha said...

A ferradura furou o pneu? (O desenho não é claro).

16 de setembro de 2008 às 18:21  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Já substituí a imagem por outra com maior definição.
Clicando nela (o que a faz aumentar) vêem-se os pregos da ferradura.

16 de setembro de 2008 às 19:04  
Blogger R. da Cunha said...

Agora já é claro. Era o que supunha.
Obrigado.

16 de setembro de 2008 às 19:33  

Publicar um comentário

<< Home