12.12.08

DIR-SE-Á, porventura com razão, que o que aqui se vê não é grave - e, de facto, não morre ninguém por isso (*). A foto está aqui, apenas, como um pequeno 'apontamento':
Há já bastante tempo, alguém abriu um buraco numa das principais artérias da capital. Depois de fazer o que tinha a fazer (se é que fez...), fechou-o "às três pancadas", e foi à sua vida. À primeira vista, tanto lhe teria custado fazer o trabalho bem, como mal. Mas fê-lo assim, assim ficou, e o mais certo é que assim fique eternamente.
(*) Pode não ser verdade. Recentemente, e por sinal na mesma avenida, uma pedra de calçada, também solta, foi pisada por um automóvel e, projectada com grande violência, foi estilhaçar uma montra a vários metros de distância.

Etiquetas:

2 Comments:

Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

O local é na Av. de Roma, junto ao C. Acqua e da A.M.L.

13 de dezembro de 2008 às 12:22  
Blogger Táxi Pluvioso said...

Mas os portugueses que passam não param para consertar, param para falar e esperar pelos outros.

14 de dezembro de 2008 às 11:30  

Publicar um comentário

<< Home