10.2.11

«Estamos bem entregues...» - Passatempo com prémio

A FOTO mostra um aspecto de um gigantesco engarrafamento de trânsito na Av. de Roma, em Lisboa, sendo os leitores desafiados a descobrir a sua causa próxima. No entanto, e dado que, ali, não faltam situações desse género, será necessário fornecer algumas dicas:
.
1 - A foto foi tirada numa zona de estrangulamento da avenida (entre os números 45 e 43, onde a faixa BUS desaparece). De passagem, repare-se como essa faixa BUS está atafulhada de carros particulares.
2 - A data e a hora também são importantes: dia 22 de Outubro, às 9h41m - sexta-feira, hora de ponta, numa das mais movimentadas entradas da capital.
3 - O mupi que se vê à direita encobre a solução (que será dada, no fim, com outras fotos).
4 - O prémio - não por acaso - será um exemplar de O Preço da Incompetência (de Christine Kerdellant).

Actualização: o passatempo terminou, porque a resposta certa já foi dada - como se pode ver [AQUI].

13 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Uma tampa de sarjeta ou esgoto levantada ou mal colocada.

10 de fevereiro de 2011 às 18:04  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Novas dicas:

O engarrafamento foi provocado em conivência com (ou perante a mais completa insensibilidade de) alguém ao serviço da CML.

Era inevitável que, àquela hora e naquele local, a tarefa levada a cabo só podia conduzir àquilo.
E, no entanto, ela podia ter sido feita a outra hora (como a seu tempo se verá).

De quem se tratava? O que estava a fazer?

Cada leitor pode tentar quantas vezes quiser.

10 de fevereiro de 2011 às 19:05  
Blogger Pedro Boavida said...

Por cima da orelha do futebolista, no cartaz do "mupi" consigo distinguir um pino.

Calculo que seja uma repavimentação de asfalto que, se assim for, realmente poderia ser executada noutra hora menos problemática.

10 de fevereiro de 2011 às 19:22  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Outra dica:

Atenção ao facto de ser em fins de Outubro.

O trabalho estava a ser feito por uma empresa privada, e um agente da Polícia Municipal estava ali a ajudar.

A pergunta, agora, resume-se a:

«O que é que eles estavam a fazer?»

10 de fevereiro de 2011 às 19:32  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Nova dica:

A cena aqui documentada repetiu-se ao longo de toda a avenida (nesse dia e no anterior), bem assim como em muitos outros pontos da cidade.

(Por mim, por hoje é tudo. Retomamos amanhã)

10 de fevereiro de 2011 às 20:55  
Blogger macy said...

Estavam a pintar as listas das passadeiras de peões.

10 de fevereiro de 2011 às 23:30  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Nova dica:

O que é que costuma acontecer, nas ruas, algum tempo antes de Dezembro?

11 de fevereiro de 2011 às 10:22  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Já agora:

Macy,

Quando foi a última vez que viu alguém a pintar passadeiras em Lisboa?

11 de fevereiro de 2011 às 10:35  
Blogger pólen dos sentidos said...

Estavam a instalar as decorações natalícias?

11 de fevereiro de 2011 às 11:47  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

OK, ver actualização e link lá indicado.

11 de fevereiro de 2011 às 12:35  
Blogger macy said...

Lol Medina Ribeiro!
Esqueci-me que era em Lisboa, aqui na civilização (Aveiro)ainda se pintam as passadeiras!!!! E em plena hora de ponta se lhes der na cabeça!!

11 de fevereiro de 2011 às 13:24  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Macy,

A não-pintura das passadeiras de Lisboa (mesmo em locais "importantes", como a Av. da República) é um dos novos 'itens' dos «Prémios António Costa» - ver [AQUI].

11 de fevereiro de 2011 às 13:38  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Aparentemente (e dado tratar-se de um importante eixo de entrada e saída da capital), bastaria fazer o trabalho ao contrário: de manhã do lado dos números pares da avenida, e de tarde do lado dos ímpares.

Mas esta gente (a quem está entregue o trânsito e o estacionamento de Lisboa) é completamente insensível a esses problemas.

Note-se que escrevi "insensível" e não "incompetente" - porque um "incompetente" é alguém que, apesar de tudo, "tenta, mas não consegue".
Esta gente, apesar de ser paga para isso, nem sequer "tenta".

11 de fevereiro de 2011 às 14:45  

Publicar um comentário

<< Home