10.5.11

Em vez de atum pesquem bidões

Por Ferreira Fernandes

COMO JÁ se sabe, nem tudo que vem à rede é peixe. E ainda vamos saber mais: a Comissão Europeia propôs aos pescadores capturarem plástico.
Os mares e os oceanos têm cada vez menos peixe, os pescadores têm menos que pescar - e a comissária de Pesca da União Europeia, a grega Maria Damanaki, inspirou-se em Maria Antonieta. "Não têm pão? Comam brioches", diz-se que disse a rainha. "Em vez de peixe, pesquem plástico", disse Damanaki, propondo um rendimento adicional aos pescadores.
Ontem, o jornal espanhol El País noticiava que em França já se paga 0,375 euro por quilo de plástico pescado. Menos, é certo, que os 1,5 euro que na lota portuguesa se paga em média pelo quilo pescado com escamas e guelras, mas arredonda o mês de trabalhadores subaproveitados. Na verdade, há tantas redes perdidas no mar, gaiolas, bóias e bidões de gasóleo, e tão pouco de cherne e corvina, que esta isca lançada aos pescadores talvez não seja de atirar ao mar.
Mas se limpar os oceanos da sujeira é um bom propósito, tudo isto parece uma repetição do que já aconteceu aos agricultores. Estes foram pagos para largar a enxada. Aos pescadores, cita-se Lao Tsé (modernizado): "Se deres um peixe a um faminto, dás-lhe de comer por um dia. Se ensinares um pescador a apanhar plástico, talvez se consiga embrulhar os seus protestos toda a vida."
«DN» de 10 Mai 11

Etiquetas: ,

1 Comments:

Blogger Bartolomeu said...

Se a medida da comissária grega, for tida em consideração e aceite pela UE, assim que chegarem os subsídiozitos a Portugal, já estou a imaginar o pessoal a ir de noite às lixeiras e na manhã seguinte a descarregar nas lotas, toneladas de bidons de plástico.

11 de maio de 2011 às 09:22  

Publicar um comentário

<< Home