23.10.06

No país do faz-de-conta

2 Comments:

Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Vale a pena, também, ler as declarações de João Salgueiro sobre este assunto:

-
«O presidente da Associação Portuguesa de Bancos, João Salgueiro, diz que a banca sabe bem o que fazer para não pagar impostos, depois do Ministério das Finanças ter deixado claro que a partir de 2007 os juros obrigacionistas pagos a investidores de sucursais no estrangeiro vão ser sujeitos a IRC e IRS (...)».

www.tsf.pt/online/economia/interior.asp?id_artigo=TSF174595

23 de outubro de 2006 às 21:01  
Anonymous Anónimo said...

Segundo ouvi, tudo começou com uma sucursal do Montepio nas Ilhas Caimão, mas claro que não foi por má fé, os bancos apenas tiveram uma outra interpretação da lei!!!
Estamos no país dos otários- nós os que pagamos impostos! Depois querem que as pessoas paguem os impostos com orgulho, como nos países nórdicos! Vai o zé povinho continuar a tentar fugir ao fisco, e até acho muito bem: ou há moralidade ou comem todos!

23 de outubro de 2006 às 22:37  

Publicar um comentário

<< Home