17.1.08

E a propósito de suiniculturas e de anedotas...

VEJA-SE COMO O AUTOR desta anedota, de 1933, podia perfeitamente ter ilustrado esta outra, de 2007:
«...a ilegalidade da suinicultura era conhecida desde 2000. Cabe à DGV legalizar as explorações. Mas este caso, não tendo nunca sido legalizado, “não tinha de fechar”, disse Lopes Jorge. A mesma resposta foi avançada pela veterinária municipal Antonieta Santos, quando questionada sobre o porquê do tardio encerramento da exploração: “Nunca foi mandada fechar porque, oficialmente, nunca abriu.”
Notícia do «Público», acerca de uma suinicultura de Alcácer do Sal onde os animais foram abandonados, acabando por morrer à fome.

2 Comments:

Blogger Jack said...

Bom, está descoberta a fórmula mágica para a ASAE não "encerrar" cafés e restaurantes. O truque consiste em iniciar a actividade sem a respectiva autorização. Desta forma, não há ninguém(?!?!?), leram bem, ninguém, segundo estes técnicos superiores da nossa administração pública, que os consiga impedir de laborar e vender os seus produtos. Oficialmente não existem!!!

17 de janeiro de 2008 às 15:27  
Blogger R. da Cunha said...

É possível? É! Eu não só li como ouvi. Quase estarreci. Em casos destes, nem o dr. Nunes pode fazer nada.
Faz-me lembar a estória contada por um reputado economista e formador, há já bastantes anos, que dizia, referindo-se às múltiplas urbanizações da área da grande Lisboa: os senhores vêem todos aqueles prédios, mas eles não existem: ninguém autorizou a sua construção, nem autirizou o seu registo e estão habitados, mas não têm licença de habitalidade; têm luz, mas o contador está em nome do construtor, e etc.

17 de janeiro de 2008 às 18:42  

Publicar um comentário

<< Home