22.6.08

Taxa «Robin dos Bosques»

EM POST com o título que aqui se plagia, J. Medeiros Ferreira escreveu, ontem, no seu blogue:
Percebe-se logo o espírito do anúncio da «possibilidade» de uma taxa crismada de Robin dos Bosques sobre as petrolíferas. E porquê Robin dos Bosques e não Zé do Telhado? Só se for para enredar a cosmopolita Comissão...
*
A questão remete-nos para o livro «Memórias do Cárcere», onde Camilo nos dá conta da vida e obra do famigerado salteador que conheceu aquando da detenção de ambos na cadeia da Relação do Porto. E fica bem claro que, se quanto a Robin dos Bosques ainda se pode crer que ele «roubava aos ricos para dar aos pobres», no que toca ao outro artista a afirmação só é válida por metade: «roubava aos ricos...» - sim, mas para dar a si mesmo.
No entanto, vendo o assunto por esse outro prisma, a conclusão também é interessante: não teríamos, então, o Estado a taxar as petrolíferas para ajudar os mais desfavorecidos, mas sim para se engordar a si mesmo...

1 Comments:

Blogger JSA said...

Creio que isso advém da famosa taxa Tobin, proposta pelo prémio Nobel da Economia de 1981 James Tobin e que propunha uma taxa sobre o mercado especulativo, com as receitas da mesma a serem utilizadas para projectos de desenvolvimento em países do terceiro mundo.

A taxa "robin dos bosques" deve ir buscar o nome "robin" a "tobin" porque sentido é semelhante.

23 de junho de 2008 às 09:42  

Publicar um comentário

<< Home