25.10.08

Lazer e laser depilatórios

Por Joaquim Letria
O BASTONÁRIO da Ordem dos Médicos voltou a defender a Lei do Acto Médico que Jorge Sampaio vetou em 1999.
Pedro Nunes, um oftalmologista por vocação, acha que essa lei devia estar em vigor, fazendo com que “tudo o que jogasse com a saúde das pessoas teria de ser feito por médicos ou por indicação médica”. Este “upgrade”, diga-se de passagem, vem a propósito de depilações a laser mal feitas. Teríamos assim, a juntar aos neurocirurgiões, aos obstetras e aos ortopedistas os clínicos depilatórios. Os quais, aliás, bem podem estar no espírito auto-regulador da Associação Ibérica de Laserterapia e Tecnologias Afins, dirigida por António Lúcio Baptista, um defensor de cursos universitários de laser.
Com semelhante elevação, ainda acabamos com um ministro do Lazer. Para tratar do laser, claro! Não era giro?!
«24 Horas» de 24 de Outubro de 2008
.
NOTA (CMR): Se eu soubesse que o Joaquim Letria ia escrever acerca deste assunto, teria guardado, para afixar hoje, a foto que publiquei [aqui]!

Etiquetas:

4 Comments:

Blogger inesargola said...

Pode ser que o Ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações (Mário Lino)diga "pêlos jamé"...

25 de outubro de 2008 às 15:56  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Já que fala de Mário Lino:

No próximo dia 31 haverá aqui um passatempo cujo prémio será um livro a ele dedicado (por causa do título, claro).

25 de outubro de 2008 às 16:05  
Blogger Sepúlveda said...

Era lindo!
Mas começam a faltar as receitas para ir ali comprar um maço de tabaco e tomar um copinho. E quem é que receita os cremes solares? Óculos escuros? Ir comer ao McDonald's? Autorização para estar exposto ao stress das deslocações de automóvel para o emprego em hora de ponta? Ter de aturar políticos menos honestos/sinceros?
É tudo questões importantes que jogam com a saúde das pessoas. Felizmente, não temos médicos suficientes para tudo isso.

26 de outubro de 2008 às 01:10  
Blogger Táxi Pluvioso said...

Fazer as sobrancelhas é muito importante, merece um ministro de Estado. Sobrancelhas desalinhas dariam um ar estranho aos portugueses. Pareceriam ter, expressos na cara, sentimentos que não lhes passa pelo coração.

26 de outubro de 2008 às 09:02  

Publicar um comentário

<< Home