7.12.08

Colapso

Por António Barreto
UM GRANDE CIENTISTA, geógrafo e historiador americano, Jared Diamond, publicou, há uns anos, um formidável livro recentemente editado em Portugal (Gradiva). O título, “Colapso”, refere-se a uma realidade que estudou com pormenor e imaginação: há povos, países ou Estados que “escolhem” acabar, morrer ou desaparecer. Os Maias, os povos da ilha de Páscoa ou das ilhas da Gronelândia e populações do Ruanda contemporâneo são alguns dos exemplos. Por várias e complexas razões, tais povos, a partir de um certo momento, desistiram e caminharam direitos para o fim. Uns fizeram tudo o que era necessário para destruir ou esgotar as bases da sua sobrevivência, outros renderam-se aos inimigos humanos ou às ameaças naturais. Podem as escolhas não ser datadas e deliberadas, mas são actos de vontade motivados, talvez não pelo desejo de morrer, mas sim pela ilusão de outra vantagem ou pela complacência com que se vive uma circunstância conhecida.
(...)
Texto integral [aqui]

Etiquetas:

2 Comments:

Blogger O BAR DO OSSIAN said...

Nada está escrito; e não passa de tendência apocalíptica para dar significação intelectualóide à mortalidade de tudo.
Portugal nem sequer está moribundo; dorme, é certo. Temos uma história atípica... e não tardará acordaremos estremunhados com tiros nas ruas... e depois fingiremos que não tínhamos previsto. Desta vez ninguém colocará cravos nas espingardas.

7 de dezembro de 2008 às 18:05  
Blogger Táxi Pluvioso said...

Se não fosse o Cristiano Ronaldo Portugal também iria para esse fim.

8 de dezembro de 2008 às 13:29  

Publicar um comentário

<< Home