9.12.08

Recordações de Novembro

Por Alice Vieira
TALVEZ TENHA SIDO por causa da chuva, do mau tempo, destes dias cinzentos com a noite a ameaçar às quatro da tarde, ou talvez não tenha sido por nada disso — o certo é que no domingo passado dei comigo a recordar duas datas sempre muito dolorosas para mim.
Por motivos diferentes, e a magoarem também de maneira diferente.
No dia 30 de Novembro de 1975 morria, no Brasil, Erico Veríssimo. É provável (é quase certo…) que este nome não diga nada hoje às gerações mais novas — e se calhar muito pouco às outras.
(...)
Texto integral [aqui]

Etiquetas:

2 Comments:

Blogger Goretti said...

Ia deixar um comentário no blog auxiliar, mas vi que os comentários estavam aí desactivados, portanto deixo-o aqui:

Alice, o teu texto sensibilizou-me muito, principalmente pela última parte, que também a mim relembra quem muitas saudades deixou.
Nunca me esquecerei daquele ar calmo e da infinita paciência para com a curiosidade de uma "teenager". Também guardo, com muito carinho, uma fotografia tirada num restaurante...
Um grande abraço
Goretti

9 de dezembro de 2008 às 20:44  
Blogger CNS said...

Este texto deixou-me a saudade nos olhos. Nos meus olhos de adolescente que devoravam os seus livros. Sou profundamente grata a este homem que morreu um ano depois do meu nascimento. Grata, por ter sido nos livros dele, nas palavras dele, que descobri a minha paixão pela escrita. Grata por ter permitido que Clarissa, Musica ao longe, Caminhos Cruzados, Olhai os lirios do campo e o Tempo e o Vento, tivessem povoado o meu imaginário de adolescente.

15 de dezembro de 2008 às 16:37  

Publicar um comentário

<< Home