11.5.09

No seguimento da crónica anterior

QUANDO SURGEM casos graves como o do bairro da Bela Vista, toda a gente desata a debitar sentenças que se dividem, invariavelmente, em dois tipos: os de direita exigem «Porrada neles!», e os de esquerda proclamam que «O importante é analisar as causas!».
Estamos todos de acordo que muitos bairros sociais são autênticas bombas-relógio e, tal como esses artefactos, deverão analisados e estudados.
Mas a melhor altura para matutar sobre os motivos por que a bomba faz «PUM!» talvez não seja quando ela rebenta e os estilhaços andam pelo ar - pois, parafraseando o Dr. Teodoro («Um lugar para cada coisa, e cada coisa no seu lugar»), deve haver «Um tempo para cada coisa, e cada coisa a seu tempo»...

3 Comments:

Blogger R. da Cunha said...

Por que razão não se usa a tranca antes de a casa ser assaltada?

11 de maio de 2009 às 17:50  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

É a velha história do gajo que é bom a RESOLVER problemas, mas péssimo a PREVÊ-LOS.

11 de maio de 2009 às 18:55  
Blogger Pedro Boavida said...

Eu sei que me vão chamar xenófobo, fascista, racista, e outros "istas" mas quero lá saber...

10 brancos a malhar num preto é racismo

10 pretos a malhar num branco é "um grave problema social"

(atenção que também se pode utilizar cigano, imigrante, etc.)

Acho muito bem a actuação da nossa Polícia neste e noutros casos.
Aqueles jovens estavam indignados porque um deles foi morto durante um assalto.

Infelizmente pouca ou nenhuma comunicação social refere esse facto, e as nossas forças policiais andam mais algemadas e de mãos atadas que esses "coitadinhos" que vivem à custa dos nossos impostos e, ainda têm a lata de pedir mais e mais...

11 de maio de 2009 às 21:18  

Publicar um comentário

<< Home