19.5.09

Duas culturas

Por Nuno Crato
DECORRERAM 5O ANOS desde o dia em que uma figura pesada subiu os degraus da vetusta Casa do Senado, na Universidade de Cambridge, e se dirigiu ao pódio para proferir uma conferência. Não era uma ocasião qualquer. Tratava-se da prestigiada palestra Rede, proferida anualmente nessa universidade inglesa perante uma vasta plateia de professores, alunos e convidados. Não se tratava também de um orador qualquer. Na altura com 54 anos, Charles Percy Snow, tinha já sido um cientista brilhante, tinha já sido um administrador do esforço de guerra e tinha-se já destacado como político. Além de tudo isso, desenvolvera uma carreira paralela como romancista. Alcançara o estatuto de figura pública, igualmente respeitada como homem de ciência e como literato. Seria certamente alguém indicado para falar sobre a unidade entre as ciências e as humanidades. (...)
Texto integral [aqui]

Etiquetas:

1 Comments:

Blogger portugal azevedo said...

e já agora voltar a ler Poincaré sobre a necessidade do ensino da matemática.
Tanto tempo que perdemos...

21 de maio de 2009 às 12:33  

Publicar um comentário

<< Home