20.10.09

Relembrando o conto 'Miura' - Passatempo com prémio

O 'SORUMBÁTICO' premiará (com um exemplar de «Bichos», de Torga) o melhor comentário que venha a ser feito relativamente a este assunto (e não necessariamente a esta notícia), desde que também seja abordado o espectáculo das touradas, nomeadamente as 'de morte', em Barrancos - que o Estado Português, por iniciativa de um Presidente da República, tornou legais.

Se for caso disso, poderá até haver dois prémios: um para quem concorde com a nova portaria, e outro para quem dela discorde. Cada leitor poderá concorrer com quantos comentários quiser. O passatempo (desta vez com júri) terminará às 20h do próximo dia 23.

Actualização (23 Out 09/20h46m): O júri decidiu atribuir o prémio a 'Calmeida' (livro «Bichos«) e um outro, suplementar, a 'R. da Cunha' (livro-surpresa). Têm ambos 24h para escreverem para premiosdepassatempos@iol.pt indicando morada para envio.

9 Comments:

Blogger R. da Cunha said...

Em miúdo gostava de ver os animais, nomeadamente os selvagens, no circo. Hoje, não gosto e entendo que é uma violência contra a natureza. Habilidades com animais domésticos ainda sou capaz de acxeitar, agora ver ursos, leões e outros, causa-me mal estar. Quanto a touradas, peço muito desculpa aos aficionados, acho outra violência, mau grado "a nobreza" do touro e da "arte".
(Este comentário, porque não segue as normas, não é candidato a prémio)

20 de outubro de 2009 às 19:57  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Eu sou daqueles que, nas touradas, "torcem pelo touro"...

20 de outubro de 2009 às 20:00  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

... e então quando chega às "pegas" e os forcados vão pelo ar...

Desde que ninguém fique ferido, bato palmas ao bicho.

20 de outubro de 2009 às 20:41  
Blogger R. da Cunha said...

Faço minhas as suas palavras (escritas) e tenho 2 filhos, já adultos, que sempre apreciaram as pegas e os forcados aos papeis. Bem sei que somos nortenhos e não ribatejanos ou alentejanos... O que ainda me divertia eram as garraiadas, na Póvoa ou Espinho (nas "Queimas").

20 de outubro de 2009 às 22:13  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

De facto, as touradas podem ser vistas como um jogo-luta-conflito entre 2 seres vivos - mas cujas regras foram estabelecidas apenas por uma parte...

20 de outubro de 2009 às 22:37  
Blogger Calmeida said...

quem já viu o "cirque do soleil", seja ele qual for, concorda comigo quando digo que um bom circo não precisa de ter animais! Até posso acreditar que os grandes e famosos circos tenham os animais em todas as condiçoes de bons tratos, mas falta o mais importante...a liberdade! Agora sobre os circos "de bairro" nem quero...conclusão, sou completamente a favor desta lei! Em relação ás touradas, não vejo que gozo dá a um monte de pessoas ver uma pessoa a torturar um animal! não consigo perceber! falam em tradição, mas desde quando é que a tortura pode ser tradição? quanto aos touros de morte, nem vou comentar...

21 de outubro de 2009 às 10:33  
Blogger Calmeida said...

e só para terminar...se o Sr. Cardinali fala em ir morar para espanha, não ameace! faça boa viagem!

21 de outubro de 2009 às 10:35  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Ao exigir que os comentários referissem também o tema das touradas, a minha ideia é realçar o paradoxo entre a preocupação do Estado quanto a leões e elefantes (sem ter em conta se são bem tratados ou não) e a despreocupação quanto às touradas (até transmitidas pela TV).

O paradoxo é tanto maior, quanto se legalizaram touradas de morte (por iniciativa de um Presidente da República, Jorge Sampaio) e se toleram outras que possa haver (caso de Monsaraz).

Ou seja: podem maltratar-se bichos até à morte em nome da tradição.
Mas a tradição já não conta se estiverem causa tigres a saltar!

--

Dito isso, parece-me evidente que o importante era que houvesse inspecções (da ASAE, dos espectáculos, ou outras) que garantissem um mínimo de condições de vida aos animais dos circos.

21 de outubro de 2009 às 10:51  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Ver actualização.

23 de outubro de 2009 às 20:49  

Publicar um comentário

<< Home