29.1.10

Os “nem nem” na TV espanhola

Por Joaquim Letria

COMEÇA JÁ esta semana, na TV espanhola, um “reality show” que vai expor e fazer discutir a situação dos “Nem nem”, os jovens que entre os 18 e os 35 anos nem estudam nem trabalham, e não saem de casa de seus pais. A regra do concurso vai ser simples: duas animadoras (psicóloga uma e socióloga, outra) aplicam um princípio muito simples: quem não trabalha, não come!

No país vizinho, a curiosidade acerca deste “Big Brother” é muito grande e admite-se que o seu êxito possa ser rotundo, pois reflecte uma realidade que afecta, na vida real, 563 mil jovens entre os 20 e os 29 anos de idade, que não procuram, de modo activo, um trabalho. Presume-se que 10 por cento deste número são de jovens que, apesar de tudo, fazem alguns biscates, exercendo trabalhos ou tarefas ocasionais.

Professores de algumas universidades apontam a responsabilidade desta situação aos pais, que, na melhor das intenções, facilitaram a vida dos filhos, que tudo tiveram e têm sem qualquer esforço ou sacrifício. No futuro teme-se que grande parte destes jovens possa engrossar as fileiras da criminalidade ou ficar numa situação marginal.
«24 horas» de 29 de Janeiro de 2010

Etiquetas:

1 Comments:

Blogger Sepúlveda said...

"reflecte uma realidade que afecta, na vida real, 563 mil jovens"

Parece-me que esta realidade afecta é os pais desses jovens. É um caso particular de feitiço virado contra o feiticeiro. "Nem nem" também porque nem uns nem outros são inocentes no caminho que os trouxe à situação actual.

29 de janeiro de 2010 às 21:46  

Publicar um comentário

<< Home