29.1.10

Os Agricultores Europeus ‘Versus’ o Mundo

Por Maria Filomena Mónica

UMA DAS TRAVES MESTRAS da União Europeia é a Política Agrícola Comum, a PAC, um regulamento destinado a impedir que os camponeses sejam forçados a enfrentar a concorrência internacional. Uma vez que o proteccionismo é uma coisa feia, em tempos este lobby lembrou-se de fazer aprovar umas regras, patéticas e patetas, sobre frutos menos bonitos e legumes tortos, cuja entrada seria interdita na EU.

Numa altura em que os preços estão a subir, a comissária da Agricultura, Marian Fischer-Boel, considerou «absurdo deitar fora produtos perfeitamente comestíveis pela simples razão de que têm uma forma irregular», tendo proposto que os melões menos ovais, os pepinos curvos e as cenouras nodosas pudessem ser por nós comidos. (...)
Texto integral [aqui]

Etiquetas:

1 Comments:

Blogger Nuno Sotto Mayor Ferrao said...

Digníssima Senhora Doutora Maria Filomnena Mónica, é verdade, as políticas de Bruxelas, agrícolas e outras, de impôr limites a tudo, inclusivé, a manchas de frutos é da ordem do anedótico, porque vivemos num mundo cada vez mais asséptico e politicamente correcto!

No meu último texto "Econometria e cultura - breves considerações sobre a obsessão mundial com econometria", disponível no blogue abaixo indicado, esta dimensão reguladora deste Hiper-Estado controlador, União Europeia, é evocado de outro ponto de vista.

Saudações cordiais, Nuno Sotto Mayor Ferrão
www.cronicasdoprofessorferrao.blogs.sapo.pt

30 de janeiro de 2010 às 16:14  

Publicar um comentário

<< Home