16.3.11

Eles não querem isto

Por Baptista-Bastos

TREZENTAS mil pessoas a manifestar-se nas ruas do País devia suscitar alguma apreensão. O protesto dirigia-se, bem entendido, a quem nos governa. Mas, também, a quem nos vai governar e a quem nos tem governado. A noção de que algo está a dissolver--se, nos laços sociais que sedimentaram as nossas sociedades, emerge, aqui e além, com maior ou menor expressão de violência. Os portugueses que desfilaram, representando muitos mais outros, não querem "isto"; e "isto" é o sistema político-económico que se opõe à diferenciação, numa lógica que asfixia o pensamento progressista e permite as mais cruéis arbitrariedades. (...)

Texto integral [aqui]

Etiquetas:

2 Comments:

Blogger GMaciel said...

O problema é que quando chega a hora da verdade - eleições - são sempre estes que lá ficam, com ou sem coligações.

É caso para perguntar onde fica a coerência dos actos?!

16 de março de 2011 às 21:50  
Blogger José Batista said...

Eles não querem isto. Nós não queremos isto.
E vós, governantes, de ontem, de hoje e de amanhã, é isto que quereis?
E vós, colaboradores, militantes, simpatizantes e "aproveitantes", não estais (já) satisfeitos?
E vós/nós, votantes e abstencionistas, não encontrareis/encontraremos maneira de escolher quem nos trate com um bocadinho mais de respeito?
Temos isto porque merecemos isto?
Bolas, para isto.

16 de março de 2011 às 21:52  

Publicar um comentário

<< Home