25.6.13

Sim ou não ao resgate do soldado Durão?

Por Ferreira Fernandes
HÁ NOVE anos, ele partiu como um corpo expedicionário para a Flandres. Movia-o a Pátria, que não interesses egoístas. Agora, lá está Durão Barroso, entrincheirado em Bruxelas, sujeito às balas francesas. Primeiro, foi o editorial-morteiro do jornal Le Monde, chamando-lhe cata-vento e oferecido aos americanos para mais um posto na ONU ou OTAN... No domingo, foi o ministro francês Arnaud Montebourg a metralhar: "Barroso é o carburante da FN [o partido de extrema-direita de Marine Le Pen]." Ele deveria ter respondido "carburante, octanas!", mas com as balas que lhe atiram Durão Barroso constrói o seu pedestal. O português que mais alto subiu nas instâncias internacionais (pelo menos desde o mordomo luso de Jackie Kennedy) continuou de peito feito aos tiros. Alain Juppé, ex-ministro de Sarkozy, ontem: "Barroso é totalmente anacrónico." E Marine Le Pen, aquela que o outro dizia que Durão Barroso protegia, também molhou a sopa: "José Manuel Barroso é uma catástrofe para o nosso país e para o nosso continente." 
E dizer que há cem anos o corpo expedicionário português foi defender a França dos boches! A ingratidão deve ser a tal "especificidade cultural francesa"... Não deveríamos nós resgatar Durão? É melhor, não. Isso é uma especificidade cultural americana, salvar o soldado Ryan é para o Spielberg e o Tom Hanks. Talvez façam do nosso homem mesmo secretário-geral da ONU. E nós, afinal, que tínhamos cá para lhe oferecer? 
«DN» de 25 Jun 13

Etiquetas: ,

3 Comments:

Blogger Bmonteiro said...

Para LHE oferecer?
Transformarmos o palácio de Belém numa piolheira,
para uma PR a condizer.

25 de junho de 2013 às 22:08  
Blogger Bmonteiro said...

Para LHE oferecer?
Transformarmos o palácio de Belém numa piolheira,
para uma PR a condizer.

25 de junho de 2013 às 22:08  
Blogger Antonio Cristovao said...

quem é que o mandou aprender alemão.! vem mesmo a calhar para abrigada das colheres francesa culpar alguem das burradas do palerma Holland ou digamos grandioso Holland "o inutil"

26 de junho de 2013 às 00:58  

Enviar um comentário

<< Home