28.7.07

LEVANTÁ-LO DO CHÃO? ELE NÃO ESTÁ AÍ

Por Ferreira Fernandes

SARAMAGO FOI ACUSADO DE TUDO, até de traidor. Porque disse que amanhã vamos ser Espanha. Nem disse que gostava que assim fosse, disse como quem diz o inevitável: "Amanhã a Terra acaba." Vamos insultar os cientistas que garantem isso?
Não uivarei com os lobos. Saramago tem mais de 80 anos e continua a trabalhar. Ele paga os impostos em Portugal, podendo não o fazer. Eu, que vivo em Portugal, não cuspo para a sopa. Outra coisa, ele tem uma profissão útil: escreve (não vende, por exemplo, pit bulls). E escreve em português. Num país que diz tanto "a minha pátria é a língua portuguesa", é contraditório com ser traidor. E escreve bem português: não discuto se é ou não grande escritor, digo que não escreve "çamarra". Logo, não lesa a pátria (a língua).
Ah!, e ele ganhou o Nobel de Literatura. Ao alcance de qualquer um, eu sei, mas não é o mesmo que ser administrador em fábrica do sogro. Ou é?
E ainda: ele tem 80 anos e ama. Gostava de ver o caixote do lixo de quem tanto o despreza.
«DN» de 26 de Julho de 2007 - [PH]

Etiquetas:

4 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Pois, pois, e eu que já me tinha atrevido a dar vivas ao Saramago. Chamaram-me "anónimo" e puseram-me outros nomes. Só mesmo à dentadinha!

28 de julho de 2007 às 12:50  
Blogger R. da Cunha said...

Pois concordo com o texto de FF e gostei dauela "e ele ama" aos 80 anos. A inveja é bastante má conselheira.

28 de julho de 2007 às 19:14  
Anonymous Anónimo said...

Claro que um dia vamos ser Espanha, esse é o nome histórico da peninsula ibérica e, quando Portugal conseguir dominar toda a peninsula será certamente esse o nome adoptado.

28 de julho de 2007 às 19:33  
Anonymous Zólio said...

Lembro-me de num documentário qualquer sobre os descobrimentos portugueses. A produtora era o Discovery Channel espanhol. Durante o documentário inúmeras personalidades portuguesas deram a sua opnião: políticos, escritores, jornalistas, professores, etc. A maior parte, sobretudo os políticos arriscavam o Espanhol , leia-se Portunhol. Para mim um verdadeiro acto de falta de inteligência já que o assunto era Portugal e esses senhores deveriam ter o orgulho de ser portugueses. Ora, José Saramago também expressou a sua opnião, mas, em Português. Foi dos poucos.

29 de julho de 2007 às 14:11  

Enviar um comentário

<< Home