4.12.08

Almas mais caras

Por Joaquim Letria
COM O DEVIDO RESPEITO, noto que cuidar das almas está mais caro. D. José Policarpo pediu aos sacerdotes para não deixarem de atender quem precisa e não pode pagar a santa eucaristia. Veremos.
O novo valor da missa, 10 euros por encomenda, passa a ser válido nas dioceses de Lisboa, Santarém, Setúbal, Portalegre, Castelo Branco, Guarda e Leiria, Angra do Heroísmo e Funchal. É um aumento para as almas do Sul e Ilhas, como se diz em linguagem sindical.
O dinheiro recolhido vai para um fundo paroquial e não reverte para quem administra os sacramentos. Fica para pagar a burocracia. Apesar da produtividade dos sacerdotes que aviam missas, despacham baptismos e matrimónios, bendizem corpos presentes, encomendam almas e vão a enterros e inaugurações, os estipêndios não chegam. É a crise.
«24 Horas» de 4 de Dezembro de 2008

Etiquetas:

1 Comments:

Blogger R. da Cunha said...

A crise, quando chega, não deve ser repartida irmamente?

4 de dezembro de 2008 às 23:51  

Publicar um comentário

<< Home