20.2.09

O Enterro do PSD

Por Maria Filomena Mónica
QUEM PENSE QUE O DR. LUÍS FILIPE MENEZES se referia ao Dr. Balsemão, ao Dr. Pacheco Pereira ou ao Dr. Marcelo Rebelo de Sousa, quando, a 18 de Fevereiro de 1995, designou os «sulistas, elitistas e liberais» como os seus principais inimigos, engana-se. A fálica flecha era-me dirigida: aquelas características – que eu tomo como virtudes e ele como defeitos – aplicam-se-me que nem uma luva. Não sou do PSD, mas no estado em que os cadernos eleitorais se encontram – e provavelmente sempre se encontraram – ele não tinha forma de o saber.
Como quem não se sente não é filho de boa gente, passei a seguir a sua carreira com atenção. (...)
Texto integral [aqui]

Etiquetas:

1 Comments:

Blogger Lacão said...

Lotação esgotadissima para os profetas da desgraça que por este país grassam. Não compreender a ciclicidade da história ou é má fé ou simplesmente necessidade de ter que aparecer...de lá para onde der.
Que tal experimentar a profecia de bons agurios ? Será que não vende ? Experimente!

20 de fevereiro de 2009 às 10:02  

Publicar um comentário

<< Home