24.3.10

Tem dias

Por João Paulo Guerra

PASSOU O DIA DA POESIA, por sinal no Dia da Primavera, e seguiu-se o Dia da Água, hoje é Dia da Meteorologia, vem aí o Dia do Combate à Tuberculose, ainda em Março há o Dia do Teatro, em Abril haverá o Dia das Mentiras, o Dia da ONU e o Dia da Liberdade, Maio começa com o Dia do Trabalhador e Junho com o Dia da Criança, ao que se segue o Dia de Portugal (ex-dia da raça). Ficou para trás, em Março, o Dia do Pai mas vem aí, em Maio, O Dia da Mãe, e em Julho o Dia dos Avós. Ou seja, o mundo tem dias.

Estes dias com remetente servem para variadíssimas funções. Em primeiro lugar, para aliviar as consciências (...)

Texto integral [aqui]

Etiquetas: ,

2 Comments:

Blogger GMaciel said...

"Um dia que jamais entrará no calendário será o Dia de Raiva."

Exactamente! Porque este é um povo de brandos costumes, disse-o um, e manso, disse-o outro.

:(

Raiva? Só quando o "nosso" clube perde, sempre por culpa do árbito filho duma coisa que não posso aqui escrever.

24 de março de 2010 às 14:30  
Blogger Valério Guerra said...

Nestes Tempos de PEC, Talvez a Poesia…

Nas últimas conversas
de mim comigo,
encerrámos o postigo
das promessas
no túnel do entendimento
entre folha e vento.

Tu cá… tu lá!
Não ao cão fingido
e ao segredo gagá
e ao vidrinho sentido!

Ou cumpres,
e não estás de levante
com os deslumbres
do fumo rastejante,

ou não cumpres,
e assumes
que a nada te resumes!

25 de março de 2010 às 00:34  

Publicar um comentário

<< Home