17.2.11

Precisa de dinheiro rápido? Posso dar uma sugestão?

E A PSP já pensou, por acaso, em mandar alguém da Divisão de Trânsito dar um saltinho aqui à minha rua, e cobrar dinheiro a gente como esta - que, decerto, não tem problemas em dar-lho, em troca de fazer o que aqui se vê... e muito mais?
Ou é como o pobrezinho que se queixa que estender a mão dá muito trabalho, sendo preciso enfiar-lhe a esmola no bolso?!
.
NOTA: a 'incorrigível' paragem da Carris que aqui se vê passou a estar abrangida pelos fabulosos Prémios António Costa. Trata-se do chamado «Local A» - ver [aqui].

10 Comments:

Blogger Bartolomeu said...

Posso dar uma sugestão?
E a Justiça já pensou por acaso, em julgar e prender os ladrões e os assassinos que actuam nas nossas cidades, e que quando são presos, saem pouco tempo depois com termo de identidade e residência? E já pensou também, em meter num avião os caramelos estrangeiros a quem já foi dada ordem de abandonar o país e se mantêm por aí a traficar e a roubar?
Se a justiça se dedicasse um pouco mais a estes "assuntos" talvez a nossa polícia se tornasse mais eficiente e... menos dispendiosa.

17 de fevereiro de 2011 às 14:59  
Blogger Mg said...

Uiiiiiiiiii!!! :)

Já viram o rottweiler que está na última foto?!
Como é que se vai rebocar, bloquear ou multar um "bicho" daqueles?!

É um perigo!
Melhor deixar estar...

17 de fevereiro de 2011 às 18:14  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

As fotos (de que tenho uma infinidade) são apenas dos últimos dias.

17 de fevereiro de 2011 às 18:21  
Blogger Bmonteiro said...

Tão fácil e tão simples:
Alguns grandes espaços nos arredores da AML.
Após um mês de aviso à navegação, reboques permanentes dos malfadados/parqueados automobilles, para os parques.
Custo da recuperação pelos proprietários a condizer: dez ou vinte vezes o custo do reboque, do guarda do parque e da renda do espaço.
Limpinho.

17 de fevereiro de 2011 às 18:41  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

BMonteiro,

E o que fazer com [estes], que estão, precisamente, no local sugerido por si?

17 de fevereiro de 2011 às 18:50  
Blogger Ribas said...

Acrescentava uma sugestão às boas sugestões do Bartolomeu.
Seria bom que fosse instituído um período mínimo de prisão efectiva (mínimo 5 dias), para os crimes mais insignificantes e que, esse período fosse aumentando na medida da gravidade dos crimes cometidos.
Muitos dos crimes são cometidos por reincidentes que, por não temerem realmente a privação da liberdade, continuam com a actividade criminosa.
Em relação às multas, vale a pena lembrar que a polícia pouco lucra com elas. Se revertessem para a polícia, a instituição seria financeiramente autónoma e estaria dotada de meios invejáveis para o combate/prevenção/repressão/investigação criminal e contra-ordenacional. E ainda podia contribuir para o Estado com o excedente de verbas (é só lembrar os milhões de euros em multas passadas pelas polícias que ficam depois por cobrar.

18 de fevereiro de 2011 às 02:14  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Ribas,

Sim. E no caso das autarquias, há países onde as multas de trânsito revertem para elas, como fonte de receita.
É só levantarem os rabos das cadeiras e irem buscar o dinheiro, sendo uma boa forma de as interessar na ordenação do trânsito das suas próprias terras.

O caso muitas vezes aqui referido (por ser negativo) é o de Lagos:
A C.M. faz tudo o que pode para facilitar a vida aos automobilistas (há alguns parques pagos, mas muitos mais gratuitos por todo o lado), o estacionamento selvagem é como se sabe, e a PSP pouco ou nada faz.

18 de fevereiro de 2011 às 10:15  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Já valeu a pena este 'post': neste preciso momento, um carro desportivo, estacionado no mesmo lugar e da mesma forma que o jipe da foto de baixo, está bloqueado pela EMEL - algo que, tanto quanto me recordo, nunca por ali sucedeu...

18 de fevereiro de 2011 às 15:07  
Blogger Bartolomeu said...

Notifica-se o proprietário da viatura desportiva que está neste momento bloqueada, no mesmo local onde ontem o dono de um jeep se safou, que deverá enviar a multa de estacionamento, para "sorumbatico.blogspot.com, ao cuidado de Carlos Medina Ribeiro.
Obs; Se o proprietário da mesma viatura se sentir lesado noutros aspectos, devido ao contratempo do bloqueio, queira enviar para a mesma morada, documentos que justifiquem os prejuízos.
;))))

18 de fevereiro de 2011 às 15:19  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Eu procurava levantar uma questão, mas ninguém lhe pegou. Trata-se do seguinte:

O MAI acha que a repressão do estacionamento ilegal é uma atribuição da autarquia e não da DT da PSP.

Assim, e em Lisboa, essa tarefa está entregue à EMEL (que trabalha como se sabe e, mesmo assim, só algumas horas por dia - e nem todos os dias da semana) e a Polícia Municipal que tem inúmeras outras atribuições.

Entretanto, os mais de 600 agentes da divisão de TRÂNSITO tratam de outras coisas, com particular destaque para o apoio a obras na via pública, eventos, mudanças, etc.

19 de fevereiro de 2011 às 09:49  

Publicar um comentário

<< Home