12.9.11

Memórias fardadas (7) - O Padre Lima

Por A.M. Galopim de Carvalho

COMEMORARAM-SE no passado dia 19 de Agosto os 30 anos do “Clube Columbófilo Padre Manuel Lima”, uma pequena colectividade sedeada na bonita freguesia de Monte do Trigo, no coração do Alentejo. Há dois anos, no adro da Igreja local, foi benzido um busto deste pároco, a que se seguiu uma missa e um animado convívio na respectiva Junta de Freguesia.
A colectividade adoptou o nome deste eclesiástico, que deixou ali obra de solidariedade social que o povo não esquece e que conheci, pessoalmente, quando, soldado cadete no Curso de Oficiais Milicianos, de Vendas Novas, me deu boleia para Évora, numa 6ª feira, ao fim da tarde. (...)

Texto integral [aqui]

Etiquetas:

3 Comments:

Blogger R. da Cunha said...

Mais uma bela estória vivida do professor.

12 de setembro de 2011 às 18:37  
Blogger António Viriato said...

Estive a ler a narrativa completa. Uma maravilha, caro Professor Galopim, sacada lá do seu inesgotável bornal alentejano, do nosso sempre querido Alentejo, mesmo que dele nos tenhamos apartado há longos anos.

Há muito que não lhe deixava nenhuma efusiva saudação como inteiramente merece quem presta tão meritório serviço público.
Aqui fica ela, a saudação calorosa, de um conterrâneo, já quase convertido em alfacinha honorário, porém sem renegar a nossa boa terra, que até pelo rescender dos campos se reconhece.

Um abraço de amizade

13 de setembro de 2011 às 00:30  
Blogger A. M. Galopim de Carvalho said...

Meus caros R. Cunha e António Viriato

Obrigado pelos vossos comentários amigos.

Galopim de Carvalho

14 de setembro de 2011 às 06:52  

Publicar um comentário

<< Home