22.12.12

Os pinta-paredes (30)

 Bem... com "mensagem", já é mais aceitável...

10 Comments:

Blogger rouxinol de Bernardim said...

Sobretudo se mal pago...

22 de dezembro de 2012 às 17:50  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Neste mesmo local (Rua Infante D. Pedro), esteve em tempos uma outra máxima com piada:
«A matemática faz cair o cabelo».

Seria do mesmo autor? Só pode!

22 de dezembro de 2012 às 20:37  
Blogger José Batista said...

Cuidado, caro Medina Ribeiro.

Se o autor ou autora sabe do elogio, pode entusiasmar-se...

Piada achava eu a quem lhe esfregasse as trombas nos escritos.

Mas bem esfregadas.

22 de dezembro de 2012 às 21:54  
Blogger Dinada said...

Se passou pela minha rua (sim, é essa mesmo), deve ter pensado como eu que entrou de repente num bairro social da periferia, tal a quantidade de gatafunhos presentes naquela espécie de muro que veda a visão para os comboios.
Uma tristeza a dobrar: os ditos que são completamente inestéticos e as pinturas nojentas com que foram brindados dias após a obra ter sido concluída!!!

23 de dezembro de 2012 às 13:37  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

E a passagem para deficientes que não funciona?
Aliás, alguém é capaz de indicar quando é que funcionou?

23 de dezembro de 2012 às 14:30  
Blogger Dinada said...

Como já havia comentado há uns anos, NUNCA funcionou.
VERGONHA, daquelas inacreditáveis!!!

23 de dezembro de 2012 às 14:56  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Já recentemente, levei lá um jornalista do «JN». Calhou ele apanhar uma senhora de muletas a subir a escada, ajudada por 2 familiares.
Entrevistou-os a todos, e fotografou aquela vergonha.
Infelizmente, essa reportagem nunca chegou a ser publicada (que eu saiba). Em vez dela, saiu outra, sobre a vandalização da Piscina do Areeiro. Mas valeu a pena, pois a seguir a CML... entaipou-a!

23 de dezembro de 2012 às 15:58  
Blogger Dinada said...

Essa é outra, a Piscina onde treinei TODOS OS DIAS dos 10 aos 18 anos, primeiro pelo Totta&Açores e depois pelo Sporting.
Como foi possível deixá-la chegar àquele estado. Fiquei em choque quando vi a notícia :(

23 de dezembro de 2012 às 16:25  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Sim, fui eu que levei lá o jornalista do «JN», depois de lhe enviar uma colecção de fotos que eu mesmo tirara, pouco antes.
Nessa altura, podia entrar-se lá, pela porta "devidamente" arrombada.

23 de dezembro de 2012 às 22:17  
Blogger Táxi Pluvioso said...

É bem verdade e não dá dinheiro.

24 de dezembro de 2012 às 04:51  

Enviar um comentário

<< Home