1.6.20

No "Correio de Lagos" de Mai 20

No 30.º Aniversário do 25 de Abril, a CML inaugurou este monumento a Salgueiro Maia, na rua com o seu nome, iluminado por dois holofotes — um dos quais, mais tarde, foi desligado (devido ao «Plano de Contenção Energética»), e o outro se avariou. Pois bem; fosse devido aos reiterados protestos (nomeadamente no Facebook e neste jornal em 2016, 17, 18 e 19) ou por qualquer outro motivo, é com MUITA satisfação que vemos que o monumento teve, este ano, a atenção merecida: foi limpo, recebeu dois projectores novos e ainda uma coroa de flores não assinada. 
NOTA: Teria saído mais caro colocar, quer no monumento, quer nas placas toponímicas, o par de datas 1944-1992?

Etiquetas: ,

2 Comments:

Blogger José Batista said...

Parabéns pelo esforço de cidadania CMR.
E obrigado.

JB

1 de junho de 2020 às 22:15  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

A explicação está na mudança da chefia da CML.
A anterior presidente, Dra. Joaquina Matos, sempre se esteve nas tintas para este caso, e deixou o mandato a meio para ser deputada pelo PS.
Foi substituída pelo vice-presidente que, pelos vistos, é mais "inteligente", pelo menos para algumas coisas.

3 de junho de 2020 às 19:57  

Publicar um comentário

<< Home