19.4.05

Grão-a-grão...

«Se vai telefonar, leve um clip»

Bem, na realidade também serve um gancho-de-cabelo ou um araminho...


Eu explico. O que se passa é o seguinte:

Muitas cabinas telefónicas (nomeadamente as de ranhura vertical) estão "armadilhadas" de tal forma que a moeda, uma vez metida, não vai para baixo; fica como que a gozar connosco, irritante, ali mesmo à vista, pois também não se consegue tirar com os dedos.

Logo que a pessoa se afasta, sem ter conseguido telefonar, aproxima-se, «como quem não quer a coisa», um "cidadão"... que faz a sua colheitazinha pelintra.

A solução é sermos nós próprios a recuperar a moeda - fazendo como se vê na imagem, o que é fácil.

Como se depreeende, aprendi tudo isto à minha custa, nos últimos dias, em várias cabinas de Lisboa...

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

De certa forma, o que sucede (quer neste caso quer no dos parquímetros) é que «a ocasião faz o ladrão».
Os indivíduos que inventaram essas maquinetas (que se podem roubar tão facilmente) bem podem limpar as mãos à parede.

19 de abril de 2005 às 18:46  
Anonymous Carlos Esperança said...

A vida está mesmo difícil!!!

20 de abril de 2005 às 18:51  

Enviar um comentário

<< Home