24.5.05

Constâncio será mesmo preciso?

COMO se sabe, usando certos tipos de letra o símbolo "%" parece um "9" seguido de um "6". Por isso, imagine-se a minha cara quando me pareceu ler que Constâncio tinha tirado da cartola um défice de 6,8396 !!

Precisão até à décima-milésima?! Sei lá... de economistas (especialmente dos que acordam tarde) é de esperar tudo!

O certo é que, se era ridículo o valor de 2,944 de Bagão Félix («à milésima», como no anúncio da senhora que cortava o cabelo), um outro à centésima não o é muito menos - tanto mais que se trata de uma «previsão».

Aliás, os indivíduos que desatam a meter casas-decimais para fazerem de conta que são muito rigorosos fazem-me lembrar alguns cartazes a dizer quanto vai custar a obra: junto à minha casa, há uma orçada em vários milhões de euros... e 16 cêntimos! Embora, no fim, talvez venha a custar várias vezes mais, «a precisão é tudo!» - deve pensar o tonto do empreiteiro.

Fazem-me também lembrar a rábula do Solnado, aquela em que Custer manda um batedor ver se vêm lá os índios.

- Vêm, sim, meu general! São 1001!

- Como é que os contaste tão rapidamente?! - perguntou o general, apreensivo, mas também espantado com a eficiência do rapaz.

- É que vem um à frente, e atrás são pr' aí uns 1000!

--

NOTA: Este post (incluindo a rábula dos índios) foi referido, com destaque, por Nuno Rogeiro no seu programa da manhã no RCP em 27 Mai 05

6 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Para alegoria não está mal:
O burro somos nós todos, e só resta saber se o Grande-Chefe é o Constâncio ou o Sócrates.

24 de maio de 2005 às 19:06  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

E o Grande-Chefe (seja lá ele quem for...) bem pode dizer que «tem muita pena»!

24 de maio de 2005 às 19:08  
Anonymous Anónimo said...

O que mais irrita nisto tudo é a palhaçada que estes individuos têm andado a fazer, tomando-nos a todos por parvos.
Que Sócrates se tenha oferecido para o papel de idiota-útil, é lá com ele.
Mas o papel de "espantado com o valor do défice" que o V.C. está a fazer, ultrapassa as raias do absurdo.
E Sampaio parece que não lhe quer ficar atrás.
Até parece que os únicos que já "estavam a ver o filme" eram os pagantes!
Mas a nossa sina parece ser ter de escolher entre aldrabões, incompetentes e os que acumulam.

24 de maio de 2005 às 22:17  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Um dia destes, na TV (e no seguimento de uma tradução que devia incluir valores em polegadas), ficámos a saber que uma uma determinada povoação ficou coberta por uma camada de neve com 73,7 cm

26 de maio de 2005 às 11:35  
Anonymous Anónimo said...

Só se esqueceu de que a Manuela Ferreira Leite, em 2003, corrigiu as previsões para 2,944%.

28 de maio de 2005 às 00:19  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Neste texto refere-se o 2,944 - mas atribui-se a Bagão Félix.

O que tem graça, segundo as regras dos arredondamentos, é o seguinte:

Com mais 0,001 obtemos 2,945 que se deve arredondar para 2,95 que, por sua vez se arredonda para 3.

Assim, 2,999 2,944 e 3 são "a mesma coisa".

28 de maio de 2005 às 09:37  

Publicar um comentário

<< Home