29.7.05

Outra questão de fé...

SEGUNDO a Lusa, Alberto João Jardim revelou hoje que o primeiro-ministro lhe garantiu «pessoalmente» que ele não seria abrangido pela lei da limitação de mandatos, contrariando afirmações de José Sócrates:

«Não acredito que o primeiro-ministro tenha dito isso porque a mim, pessoalmente, disse que a lei não tinha nada a ver comigo», realçou Jardim (...). Não posso acreditar que ele esteja agora publicamente a dizer outra coisa e faço fé que há um lapso dos senhores jornalistas», concluiu.

( Texto completo )

10 Comments:

Anonymous Anónimo said...

AJJ pode ser (e é...) malcriado, grosseiro, bronco, irascível, demagogo, reaccionário, xenófobo, racista, dinossauro, sem-sentido-de-Estado, copofónico, tonto, etc, etc.

Mas não costuma ser mentiroso.

E.R.R.

29 de julho de 2005 às 21:51  
Anonymous Anónimo said...

Se não é uma invenção dos "filhos-da-put@ dos jornalistas", então um dos dois (Jardim ou Sócrates) está a mentir.

Quanto a mim, não tenho grandes dúvidas qual dos dois...

29 de julho de 2005 às 22:18  
Anonymous Anónimo said...

Lembram-se quando o senhor Alberto disse que havia de ir ao "Contenente" meter aquilo na ordem? Pois agora está na altura certa de se candidatar a "presedente".
Assim como assim, não destoava muito no meio dos dinossáurios.

J. Lúcio

29 de julho de 2005 às 22:21  
Anonymous Matateu said...

Sim realmente Alberto João não custuma ser mentiroso, parece-me que neste caso a balança desnivela para o lado habitual...

30 de julho de 2005 às 10:31  
Blogger heidy said...

Nunca percebi uma coisa. Ensinaram-me que o nosso país era constituido por Portugal, Madeira e Açores certo? julgo que hoje ainda será assim. Então porque razão, existem uns portugueses de primeira e outros de segunda? juro que não entendo. A madeira tem tantos privilégios,e nós cá no continente lixamo-nos sempre. No outro dia estava a falar com um amigo meu da Madeira, e no meio da conversa, ele queria enviar-me uns programas, eu respondi que não, porque só costumo fazer dowloads a partir da uma da amnhã, visto que nessas horas não contabiliza. Ele ficou espantado. E porquê? porque até a netcabo,tem um serviço especial para a Madeira, ou seja, pagam o mesmo que nós e não têm limites durante o dia todo. Foi só um ex. Acho que a lei deveria ser aplicada a todos e não só aos do continente.

1 de agosto de 2005 às 14:08  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Sim, já não temos Timor, mas ainda temos as Berlengas...

Quanto ao que diz, é verdade (ou mais-ou-menos):

Um dia apanhei uma enorme conta da Netcabo, por ter excedido o consumo de 10 Gigas, e um anigo da Madeira ficou muito admirado.

Ele tem o "Netmadeira", sem limite de tráfego.

1 de agosto de 2005 às 14:15  
Blogger heidy said...

Exacto!!!! é só um exemplo... e no entanto querem a independência mas não lhes podemos tirar os privilégios. Nem sequer este governo com maioria absoluta, tem coragem de tocar nessa matéria. Algo está errado...

2 de agosto de 2005 às 15:42  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

INFELIZMENTE Jardim não quer a independência da Madeira - sem os cubanos do contenente, de onde é que lhe viria o dinheiro?).

Eu acho que todos os continentais lhe davam de bom grado a independência, nem que fosse só enquanto ele está no poder.

2 de agosto de 2005 às 15:50  
Blogger heidy said...

Realmente, não quer. Mas é de uma arrogância in extremis. A ultrapassar a falta de educação.

2 de agosto de 2005 às 21:07  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

AJJ comporta-se como qualquer garoto traquinas na escola ou na família:

Começa por ser atrevido, em seguida malcriado, e depois vai por aí fora até onde o deixam ir.

Co o deixam fazer o que quiser (e ainda lhe pagam), o resultado está à vista:

Só não é uma besta-quadrada porque é redondinho q.b.

2 de agosto de 2005 às 21:44  

Enviar um comentário

<< Home